Terça-feira, Agosto 16, 2022

Slide Slide
InicioEsportesPalmeiras pode quebrar três tabus em seis dias

Palmeiras pode quebrar três tabus em seis dias

Se vencer o Colo-Colo e o São Paulo, os dois próximos jogos, o time alviverde terminará mais dois tabus que se perduram há anos

A semana do Palmeiras poderá terminar com três tabus quebrados e a equipe líder do Campeonato Brasileiro e na semifinal da Copa Libertadores da América. O primeiro passo para isso já foi dado com a vitória do último domingo sobre o Cruzeiro, encerrando um jejum de dez jogos sem triunfar sobre a Raposa.

Antes do último final de semana, o último triunfo alviverde sobre os mineiros havia acontecido em 26 de agosto de 2015, na vitoriosa campanha do Alviverde na Copa do Brasil. Na ocasião, a equipe então comandada por Marcelo Oliveira venceu por 3 a 2 no Mineirão, com dois gols e uma assistência de Gabriel Jesus.

O próximo tabu em vista pode ser esfacelado nesta quarta-feira. Diante do Colo-Colo, o Verdão entra em campo com a vantagem de ter vencido em Santiago por 2 a 0, resultado que lhe permite até perder por um gol de diferença para avançar à semifinal da Libertadores. Se conseguir o feito, será a primeira vez do Palestra nesta fase da competição desde 2001.

De lá para cá, o Verdão disputou o maior torneio das Américas em 2005, 2006, 2009, 2013, 2016 e 2017. A melhor campanha no período aconteceu em 2009, quando a equipe caiu nas quartas de final diante do Nacional-URU após empates por 0 a 0 no Uruguai e 1 a 1 no Palestra Itália.

Por fim, o último tabu envolve um rival direto na capital. Em 20 de março de 2002, Alex anotou um gol de placa, dando chapéu em Rogério Ceni, e o Palmeiras goleou o São Paulo no Morumbi por 4 a 2. Desde então, são nove empates e 15 derrotas na casa tricolor. O Alviverde espera repetir então o desempenho que tem no Choque-Rei no Morumbi: sete jogos e sete triunfos.

Rodrigo Leitão
Editor-Chefe do site
Mais publicações

Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide

Mais populares

Comentários recentes