Terça-feira, Agosto 16, 2022

Slide Slide
InicioEsportesArgentina ressuscita e pega a França no sábado

Argentina ressuscita e pega a França no sábado

Foi por pouco, muito pouco. E com muito, muito sofrimento. Mas a Argentina segue viva na Copa do Mundo. Lionel Messi abriu o placar aos 13 minutos do primeiro tempo contra a Nigéria. Com isso, o “melhor do mundo” quebrou o jejum, se igualou a Batistuta e Maradona e consegue marca inédita em Copas: se tornou o terceiro argentino a marcar em três Copas diferentes, feitos que só Diego Maradona e Gabriel Batistuta tinham conseguido até agora. Além disso, seu gol foi o centésimo gol da Copa do Mundo na Rússia.

A seleção albiceleste ia sendo eliminada até os 41 minutos do segundo tempo, quando apareceu Marcos Rojo. Um herói improvável, é verdade. Mas o herói que era necessário. Ele marcou o gol da vitória por 2 a 1 sobre a Nigéria e garantiu a classificação para as oitavas de final da competição.

Antes disso, Lionel Messi havia aberto o placar, e Victor Moses, em um pênalti polêmico, daixara tudo igual para os nigerianos. Até Rojo aparecer para salvar os hermanos.

E evitar também o que seria o maior vexame dos argentinos na história dos Mundiais, uma eliminação na fase de grupos e sem uma vitória sequer.

De quabra, a Argentina ainda contou com uma vitória da Croácia mista contra a Islândia para se classificar com a segunda posição do grupo D.

Agora, os hermanos terão um jogão pela frente nas oitavas de final. No sábado (30), enfrentam a França, em Kazan. A Croácia, que passou em primeiro, pega a Dinamarca no domingo, dia 1, em Nizhny.

Rodrigo Leitão
Editor-Chefe do site
Mais publicações

Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide Slide

Mais populares

Comentários recentes