Coluna Pelo Estado – Mega Vacinação mira pessoas de 18 anos ou mais com doses de reforço

O Ministério da Saúde anunciou o início da Mega Vacinação em todo o país a partir deste sábado (20). O objetivo é alcançar 21 milhões de pessoas com 18 anos ou mais que precisam ou tomar a segunda dose ou a dose de reforço.

Com o slogan “Proteção pela metade não é proteção” a pasta chefiada por Marcelo Queiroga destaca que o cenário epidemiológico do país está equilibrado e mostra, dia após dia, melhora nos índices de casos e óbitos de Covid-19. A campanha vai até o dia 26 de novembro. Em Santa Catarina, os municípios também devem mirar na população adulta acima de 18 anos que tenham completado o esquema vacinal com as duas doses contra a Covid-19 há mais de cinco meses. A vacina de reforço será, preferencialmente, a Pfizer. Idosos que já cumpriram o intervalo de 5 meses estão sendo vacinados com a terceira dose desde o dia 1º de setembro.

Com relação à segunda dose, todos aqueles que já estão dentro do intervalo recomendado para cada fabricante também devem procurar um ponto de vacinação para concluir o esquema vacinal com as duas doses. Conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde, mais de 600 mil pessoas em Santa Catarina não voltaram para receber a dose 2. O intervalo para quem tomou a Coronavac é de 28 dias; para quem tomou a Pfizer, 8 semanas; e a AstraZeneca, 12 semanas.

Os municípios ficam responsáveis por organizar estratégias próprias de vacinação para contemplar esses públicos e devem vacinar qualquer cidadão que cumpra os requisitos, independentemente do município de residência ou do município em que o esquema vacinal foi iniciado. Pessoas que tomaram a dose da vacina Janssen devem aguardar definição oficial por parte do Ministério da Saúde e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)sobre o momento de aplicação da D2, bem como o reforço.

O Estado aguarda documento oficial com as orientações dos órgãos competentes para definir as ações de vacinação que serão realizadas para este imunizante no estado.

Foto: Vicente Schmitt/AgênciaAL

Sopelsa

O deputado Moacir Sopelsa (MDB), foi eleito presidente da Frente Parlamentar da Apicultura e Meliponicultura, instalada na Alesc. Sopelsa defendeu investimentos governamentais para dar continuidade ao desenvolvimento da produção. “Como qualquer cultura do agronegócio, a apicultura precisa de sustentação e segurança para manter a qualidade e aumentar a renda no campo. Quando estive no comando da Secretaria de Estado da Agricultura apoiamos os produtores, agora na presidência da Frente Parlamentar vamos seguir o trabalho”. Em fevereiro, o comando fica com o deputado Valdir Cobalchini (MDB) e o vice-presidente será o deputado Padre Pedro Baldissera (PT).

Agora é lei

O governador Carlos Moisés (sem partido) sancionou, nesta quinta-feira (18) Projeto de Lei que equipara os doentes renais crônicos às pessoas com deficiência. A lei é de autoria do deputado estadual Coronel Onir Mocellin. Com a sanção, mais de 10 mil pacientes passam a ter os direitos previstos na Lei 17.292/2017, que trata da consolidação da legislação estadual sobre os direitos das pessoas com deficiência. A exemplo da cota de 20% em concursos públicos no Estado, bem como a programas sociais, entre outros benefícios.

TCE

O TCE-SC (Tribunal de Contas de Santa Catarina) passou a disponibilizar o Atendimento Virtual, ferramenta on-line que faz parte da transformação digital do Tribunal na qual servidores estarão disponíveis para atender, por videochamada, jurisdicionados, fiscalizados, advogados e os cidadãos comuns que buscam informações sobre processos e orientações. Um dos pioneiros no Brasil, o Atendimento Virtual do TCE catarinense está dividido em duas frentes: o Agendamento Virtual, com hora marcada, e o Balcão Virtual, feito por ordem de acesso.

Prêmio Mulher

A ArcelorMittal Vega abriu inscrições para o Prêmio Mulher em SC. A iniciativa visa identificar e reconhecer mulheres, em diversas áreas de atuação, que estejam à frente de negócios ou projetos sociais transformadores. As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas até 22 de dezembro no site brasil.arcelormittal.com/premiomulher, onde é possível também conferir o regulamento completo da premiação. A vencedora de cada categoria receberá um cartão-presente no valor de R$ 5 mil, capacitação dirigida e um certificado de participação.