Coluna Pelo Estado – O que Carlos Moisés vai fazer na COP26 na Escócia

Foto Divulgação/Secom

O governador de Santa Catarina embarca neste sábado (6) para Glasgow, na Escócia, onde vai participar da Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, a COP26. No Reino Unido, Carlos Moisés (sem partido) irá reforçar o compromisso de Santa Catarina com a redução de gases que provocam o efeito estufa e vai defender uma transição energética sustentável para as termelétricas a carvão. O governador vai levar o exemplo das pesquisas conduzidas no (CTSatc) Centro Tecnológico Satc, em Criciúma, que contam com o apoio da Fapesc (Fundação de Apoio à Pesquisa de Santa Catarina) e empresas privadas na busca do desenvolvimento de uma nova tecnologia para capturar o carbono emitido na queima de combustíveis fósseis, tanto em centrais geradoras de energia quanto em indústrias.

A cadeia do carvão ainda é muito importante economicamente para o Sul do Estado. Embora mais caras, as termelétricas ainda atuam como uma fonte de estabilização do sistema elétrico, especialmente em período de estiagem prolongada, como o atual. Nesse sentido, Carlos Moisés defende uma transição energética sustentável para as termelétricas a carvão, que auxiliaram Santa Catarina durante esse período de estiagem e geram mais de 20 mil empregos, sem deixar de lado investimentos na captação de energia eólica e solar.

Para o governador, o desenvolvimento sustentável contempla a questão social e a geração de empregos. O governo brasileiro iniciou nesta segunda-feira (1º) a participação no evento, mas sem a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, apresentou uma nova meta de redução de emissões de gases do efeito estufa. No discurso, Leite anunciou uma nova meta climática com redução das emissões de carbono “mais ambiciosa” já para 2030, com o objetivo de alcançar a neutralidade de carbono até 2050.

Foto Divulgação/PMB

Esgoto em Bombinhas

A partir desta quarta-feira (3) a realidade de Bombinhas começa a ser transformada, mais uma vez. Após a universalização do sistema de abastecimento, há quase três anos, a Águas de Bombinhas iniciou as obras de esgotamento sanitário da cidade. O investimento de R$180 milhões – o que corresponde a aproximadamente nove mil reais por morador – é muito superior ao que vem sendo investido em saneamento básico no Brasil. O início das obras será marcado pela assinatura da ordem de serviço, nesta quarta (3), no bairro José Amândio, e deve contar com a presença do prefeito Paulo Henrique Dallago Muller, Águas de Bombinhas e representantes da comunidade

Elogio

Na Itália, durante, durante o Encontro da Cúpula do G20, o presidente Jair Bolsonaro destacou as medidas sanitárias e econômicas implementadas pelo Brasil para o combate aos efeitos da pandemia. Mostrou-se otimista em relação à retomada do crescimento do país. “Havia dito que tínhamos dois problemas: o vírus e o desemprego. Nós investimos muito na questão do emprego com o Pronampe, que é do senador Jorginho Mello, de Santa Catarina; no auxílio emergencial, que mudou a economia também. O Brasil fez o seu dever de”, disse o presidente.

Educadores sociais

O deputado federal Hélio Costa (Republicanos) recebeu nesta segunda-feira (1) a visita do secretário geral do Fórum Nacional dos Educadores Sociais, César Cruz, para saber mais detalhes do Projeto de Lei 2941/2019 que prevê a regulamentação da categoria. O parlamentar assumiu o compromisso de lutar em Brasília para que os educadores sociais, orientadores sociais e monitores sociais de todo o Brasil possam finalmente ter a profissão regulamentada em nível superior. Em Santa Catarina, são mais de 12 mil profissionais.

Multivacinação

O Ministério da Saúde (MS) decidiu prorrogar, até o fim do mês de novembro, a Campanha de Multivacinação para atualização da caderneta de vacinação de crianças e adolescentes de 0 a 14 anos. SC vai seguir a orientação e pede que todos os municípios mantenham os esforços na busca e vacinação de crianças e adolescentes até 14 anos. Segundo levantamento da Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica), 133.010 doses foram aplicadas em crianças e adolescentes desde o início da Campanha de Vacinação, no dia 1º de outubro, até essa sexta (29).

Animais abandonados

A deputada Paulinha (sem partido) protocolou um projeto de lei que cria o Cadastro Estadual de Protetores e Cuidadores Individuais de Animais em Situação de Abandono ou Risco em SC. No texto, define-se por protetores e cuidadores toda pessoa física/jurídica, que protege e cuida de animais errantes ou semi errantes em situação de abandono ou risco, providenciando os cuidados necessários para que tenham sua saúde e integridade física.