Coluna Pelo Estado – Vacinação em SC: Mais de 9 milhões de doses foram aplicadas

Foto Divulgação/Secom

O sistema do Ministério da Saúde aponta que em Santa Catarina que já foram aplicadas 9.000.136 doses de imunizantes, sendo que destas mais de 5 milhões são de primeira dose. Com relação à imunização completa, já são 3.595.812 catarinenses que completaram seu esquema vacinal. Os dados são correspondentes ao domingo (10), ou seja, se somadas as aplicações desta segunda (11), os números crescem. Conforme a Secretaria da Saúde, o Vacinômetro do Estado vem passando por atualizações e deve demonstrar a marca nos próximos dias.

A imunização vem sendo ampliada em adolescentes e também estão sendo ampliados os grupos de aplicação de dose reforço (DR), que além de idosos acima de 60 anos, agora também incluem os profissionais de saúde. No Estado 78.771 DR foram aplicadas. O grupo dos imunossuprimidos também está recebendo a dose adicional (DA). Já foram mais de 6 mil pessoas beneficiadas. A aplicação de doses nos adolescentes, da mesma forma, vem ampliando. Neste grupo, os números de imunizantes aplicados passam de 220 mil. Levando em consideração a população vacinável, ou seja, acima dos 12 anos, o Estado já em aplicou ao menos uma dose em 90,78% (5.319.810) e com imunização completa já atingiu 61,36% (3.595.812) dos catarinenses. A expectativa do secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, é de liberação do uso de máscaras em ambientes abertos quando 70% do catarinenses estiverem com as duas doses ou a dose única da Janssen.

O avanço da imunização já tem reflexo imediato na Matriz de Risco Potencial. Divulgado no último sábado (9), o Mapa pela primeira vez não indica regiões no risco gravíssimo e nem no risco grave para a Covid-19. Há ainda uma redução na taxa de hospitalização, com ocupação de leitos de UTI na faixa de 65% e na redução de óbitos.

Ilustração/SES

Novo Mapa

O mapa de SC não indica regiões no risco gravíssimo (cor vermelha) e nem grave (cor laranja) para a Covid-19 pela primeira vez. São 13 regiões como risco potencial alto (cor amarela) e quatro como moderado (cor azul). As regiões do Alto Uruguai Catarinense e Vale do Itapocu mantiveram a classificação da semana passada. As regiões em risco alto são Alto Vale do Itajaí, Carbonífera, Extremo Oeste, Extremo Sul, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí, Meio Oeste, Nordeste, Oeste, Planalto Norte e Xanxerê.

Um Fundo só

O governo catarinense quer transformar quatro fundos estaduais em um único fundo, cujos recursos serão destinados para ações de promoção social e combate à pobreza em SC. A iniciativa está prevista no PL 357/2021, de autoria do Executivo, que já se encontra em análise na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alesc. Pela proposta, o Fundo Pró-Emprego, voltado ao apoio de micro e pequenas empresas, o Fundo Social, o Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecep/SC) e o Fundo Estadual da Apoio aos Municípios (Fundam) serão incorporados a um fundo denominado Fundo Estadual de Promoção Social e Erradicação da Pobreza (Fundo Social), a ser gerido pela Secretaria da Fazenda.

Mobilidade

O Governo do Estado lançou nesta o SC Mais Mobilidade, um programa integrado de ações para resolver gargalos, facilitar conexões, encurtar distâncias e integrar as regiões. O planejamento inclui iniciativas em diferentes estágios e em todos os modais de transporte. De acordo com o secretário de Estado da Infraestrutura, Thiago Augusto Vieira, o SC Mais Mobilidade se baseia em pilares como a intermodalidade, acessibilidade universal, a segurança no deslocamento das pessoas, a responsabilidade ambiental e a humanização do transporte.

SCGÁS

A SCGÁS esteve na 18ª Edição da Feira Casa Pronta em promovendo uma aproximação com clientes da Região Sul. Com 73 indústrias e cerca de 8 mil residências conectadas à rede de Gás Natural, a Região é responsável por cerca de 45% de todo o consumo de Gás Natural em C. O evento é resultado da parceria com o Sindiceram (Sindicato das Indústrias de Cerâmica) na Feira de construção civil, decoração e mobiliários. “O Gás Natural é essencial para a economia da Região Su”, comenta Willian Anderson Lehmkuhl, Diretor Presidente da SCGÁS.