Joaçaba é primeiro município do Oeste a ter posto para carro elétrico

Iniciativa da Celesc, em parceria com a Prefeitura Municipal, já está disponível na Praça Adolfo Konder. Inicialmente, a energia é fornecida gratuitamente, como teste. São apenas 23 eletropostos no em SC.

Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Joaçaba é o primeiro município do Oeste Catarinense a receber um eletroposto, posto de carga de energia para veículos movidos a eletricidade e o primeiro do estado a ter este ponto de abastecimento em via pública.  O Eletroposto Joaçaba está instalado desde a última quinta-feira, dia 10, na Praça Adolfo Konder, em frente à Prefeitura Municipal. Mas ainda não está funcionando, segundo a Assessoria de Imprensa da Prefeitura, o que deve ocorrer nos próximos dias. Santa Catarina já conta com estes postos instalados em mais de 300 km de rodovias e Concórdia deve ser a próxima cidade da região a ter um ponto de abastecimento deste tipo.

A iniciativa é da Celesc e conta com apoio da Fundação CERTI, que desenvolveu o projeto. São estações de recarga de veículos, sistemas de armazenamento de energia e uma plataforma de gerenciamento de eletropostos para aplicações em centros urbanos e rodovias, inovando o conceito de cidades inteligentes.

IMPACTOS
Os eletropostos são parte do programa de pesquisa e desenvolvimento da ANEEL, para estudar o carregamento de veículos elétricos, seus impactos na rede de distribuição e a forma de inserção no mercado nacional. A operação-piloto sorteou em fevereiro os primeiros municípios a receberem os pontos de distribuição do “combustível” energético. Joaçaba foi escolhida juntamente com outros 22 municípios, a maioria deles no litoral.

De acordo com a Celesc, a  implantação dos eletropostos é um incentivo à inserção de veículos elétricos na frota brasileira, “estimulando a modernização e a sustentabilidade na indústria automobilística e o aumento da eficiência dos meios de transporte.” Mas a empresa observa que, se hoje a inserção gradual de veículos elétricos não representa ameaça ao sistema elétrico, o aumento do número de veículos em circulação em conjunto com uma tendência de aumento da potência de recarga poderá gerar problemas a rede de distribuição no futuro.

CONSUMO
A preocupação com um consumo elevado de energia, fez com que o projeto criasse, primeiro, um Eletroposto Modelo, “dotado de  um sistema de armazenamento de energia próprio para suprir os carregamentos sem exigir muito da rede de distribuição, principalmente em horário de pico.”

Segundo a Celesc, esse conceito, numa analogia aos postos de combustíveis (que possuem tanques de armazenamentos), possibilita uma operação mais flexível e permite uma interação mais forte entre rede e unidade consumidora.

Das 23 unidades de abastecimento elétrico para veículos em Santa Catarina, de acordo com a Celesc, apenas a de Joaçaba está em via pública. Segundo a tabela de abastecimento divulgada pela empresa de energia, o tempo de carga e a autonomia dependem do modelo dos veículos. Mas, para abastecer o carro, em média, cada veículo levará de 40 minutos a 2 horas para atingir a capacidade de percorrer 500 km, aproximadamente a distância entre Joaçaba e Florianópolis. Neste trajeto existem eletropostos Celesc em Blumenau e Itajaí.