Flamengo tenta adiar saída de Gerson para o Olympique

Negociação tem apenas um impasse: a data de saída do atleta. O clube francês quer liberação imediata, mas o rubro-negro quer o meia em 8 jogos do Brasileirão.

A iminente saída de Gerson do Flamengo depende de poucos acertos entre o rubro-negro e o Olympique de Marselha. Entre os pontos que estão sendo tratados, o principal, no momento, é quanto à data da saída do atleta. O clube francês deseja a liberação imediata. Ao passo que o Flamengo pede que ele fique no Rio até o dia 10 de julho, para que o meia seja utilizado por mais sete ou oito partidas do Brasileiro.

O Olympique não tem se mostrado favorável ao pedido rubro-negro, teme que o jogador sofra alguma lesão neste período. Os representantes do atleta compartilham do receio. O Flamengo tenta argumentar e chegar a um consenso.

Paralelamente a esta questão, um ponto importante que teve avanços nesta segunda-feira foi a definição de multas, exigidas pelo departamento financeiro, caso os franceses atrasem o pagamento de alguma parcela do pagamento.

Apesar do sigilo sobre os valores do negócio, conforme publicou o ge, o Olympique desembolsará cerca 25 milhões de euros (R$ 160 mi) pela compra de Gerson, com gatilhos que podem elevar o montante a 30 mi de euros. Para isso, é necessário que o volante alcance metas individuais e ajude o clube de Marselha em objetivos como classificação para ligas europeias e títulos.

Apuração do ge informa ainda que o Flamengo manterá de 20 a 25% de uma venda futura de Gerson, que tem acordo por cinco anos com o Olympique. O jogador embarcou nesta segunda-feira para a Sérvia, onde se apresentará à seleção olímpica, e a tendência é que a volta conte com uma escala na França. Em tese, ele voltaria a tempo de enfrentar o América, pela 3ª rodada do Brasileiro, se o Olympique aceitar adiar a liberação.

A negociação entre Flamengo e Olympique de Marselha se intensificou há cerca de três semanas. Além dos ajustes com as exigências, os cariocas prolongaram a negociação para que Gerson pudesse jogar nas finais do Carioca, na fase de grupo da Libertadores e na estreia no Brasileirão.