Moisés é absolvido no tribunal de impeachment e retorna ao cargo

Foto Divulgação/Secom

Do G1
O tribunal de julgamento absolveu nesta sexta-feira (7) o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), por crime de responsabilidade na compra dos respiradores para pacientes da Covid-19 por R$ 33 milhões. A sessão terminou por volta das 14h30.

Foram 6 votos a favor do impeachment e 4, contrários. Para que ele fosse condenado, seriam necessários pelo menos 7 votos pelo seu afastamento. Com isso, ele acabou absolvido.

O político estava afastado do cargo desde 30 de março, quando o tribunal do impeachment aceitou a denúncia contra ele. Desde então, o governo catarinense era comandado pela vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido).

COMO VOTARAM OS JULGADORES

Contra o afastamento definitivo:
Deputado Marcos Vieira (PSDB)
– Deputado José Milton Scheffer (PP)
– Deputado Valdir Cobalchini (MDB)
– Deputado Fabiano da Luz (PT)

A favor do afastamento definitivo
– Desembargadora Rosane Portela Wolff (relatora)
– Desembargador Luiz Zanelato
– Desembargadora Sônia Schmitz
Desembargador Roberto Pacheco – Sim
Desembargador Luiz Fornerolli
Deputado Laércio Schuster (PSB)