Estiagem afeta famílias da zona rural de Vargem

Foto Ascom Prefeitura de Vargem

Administração municipal e Samae desenvolvem ações para manter abastecimento de água potável.

Parte da população que reside no interior do município de Vargem, na Microrregião Planalto Sul Catarinense, já enfrenta dificuldades com o desabastecimento de água, devido à estiagem.

Conforme informações do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae), até terça-feira, 27 de abril, oito famílias das comunidades de Gramados, Santa Lúcia, Volta Grande e Laranjeiras já registravam dificuldades devido ao desabastecimento e estavam recebendo água potável em suas casas. No Assentamento dos Palmares, houve redução na vazão do poço artesiano, também afetando o abastecimento de água a um grupo de moradores.

Nesta semana, a prefeita Milena Lopes (PL), no cumprimento de agenda em Florianópolis, levou mais uma vez esta demanda do município junto à Defesa Civil Estadual, a fim de buscar soluções para os prejuízos gerados com a falta de chuva. “Nós estamos novamente passando por um período de estiagem e a falta de água assola todos os moradores da nossa cidade. Então estamos junto à Defesa Civil e FUNASA, buscando soluções para que minimizem os prejuízos causados pela falta de chuva até agora”, afirmou Milena Lopes.

E no início de maio, prefeita Milena cumprirá agenda em Brasília na busca da liberação dos recursos que já estão empenhados para Vargem em vários projetos, um deles da instalação das redes de água nas comunidades de Gramados e Di Domenico.

Com o registro de chuvas bem abaixo da média histórica para a região neste mês de abril, Prefeita Milena pede que a população economize água, adotando ações simples como: evitar lavar calçadas e veículos com mangueira, fechar a torneira ao escovar os dentes, limitar o uso da máquina de lavar roupas, verificar e corrigir quaisquer vazamentos.

Ações simples do dia a dia que vão ajudar a evitar o desabastecimento e racionamento de água em Vargem.

(Fonte Ascom Prefeitura de Vargem)