Mitos e Verdades sobre alimentação para pets

Foto Divulgação

Para acertar nas escolhas na hora da alimentação de cães e gatos, é preciso entender as necessidades e como os alimentos devem ser oferecidos a cada um deles.

A dieta de cães e gatos deve ser equilibrada e conter os nutrientes necessários aos pets para que eles tenham uma vida saudável. No entanto, muitas vezes, os tutores se deparam com algumas dúvidas sobre como alimentar seus bichinhos da forma correta. Pensando nisso, especialistas de Balance prepararam uma lista de mitos e verdades sobre alimentação ideal para pets. Confira:

A RAÇÃO OFERECIDA AO PET DEVE SER SEMPRE A MESMA AO LONGO DA VIDA? Mito. As rações são formuladas de acordo com cada fase de vida do animal. O ideal é oferecer uma opção adequada e específica para cada pet, que deve conter todos os ingredientes necessários, com nutrientes e atributos funcionais. Realizar a mudança de uma ração própria para filhotes para a de adultos requer cuidados e deve ser feita de maneira gradual, seguindo as recomendações do veterinário.

OS ALIMENTOS DEVEM FICAR SEMPRE À DISPOSIÇÃO PARA OS PETS? Depende. Para os cães, recomenda-se fracionar a quantidade indicada em duas ou três vezes ao dia. Dessa forma, eles irão ingerir uma refeição mais fresca e sem exageros. Já para os gatos, a ração pode ficar à disposição para que o próprio felino determine os horários para se alimentar, contanto que a porção oferecida seja exatamente a apontada no rótulo do produto. No entanto, o ideal é que o alimento não fique exposto, para que não haja perda de nutrientes, umidade e diminuição da palatabilidade. Vale ressaltar que a quantia sempre deve ser medida pelo tutor, de acordo com as necessidades diárias de cada animal. Quantidades maiores do que as recomendadas podem gerar problemas de saúde, como obesidade e sobrecarga nas articulações devido ao aumento de peso.

CASTRAÇÃO AUMENTA O APETITE DOS PETS? Mito. A castração atenua a atividade metabólica dos animais pela diminuição da produção de hormônios e, por este motivo, os pets tendem a ganhar peso. Dessa forma, para que o animal não engorde, é necessário que as refeições oferecidas sejam em quantidades adequadas, além do estímulo de atividades físicas, para promover o gasto energético, prevenindo o aumento de peso.

A ALIMENTAÇÃO INFLUENCIA NA IMUNIDADE DOS ANIMAIS? Verdade. Os pets devem ingerir alimentos adequados, balanceados e nutritivos, de acordo com sua idade e tamanho. Uma alimentação de qualidade é determinante para que o sistema imunológico funcione bem e fortaleça a saúde dos bichinhos. (

Fonte Assessoria de imprensa da Balance/BRF)