Polícia desbarata quadrilha em Herval D’Oeste e prende suspeitos em flagrante

Dois homens que eram investigados há sete meses estavamcom armas ilegais, munição, cocaína, maconha e ecstasy, no bairro Jardim José Rupp.

Dois homens suspeitos de tráfico de drogas, associação para o tráfico e portando armas de fogo ilegalmente, um de 49 anos e o outro, de 20, foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Herval D’Oeste, na tarde desta quarta-feira, dia 14. Os suspeitos estavam, sendo investigados há sete meses, e após uma operação ostensiva, em parceria com a Polícia Militar, denominada Operação Resiliência, acabaram na frente do delegado André Beckman Pereira, que está respondendo interinamente pela Delegacia de Herval d´Oeste nas férias do Titular.

“Essa é a segunda operação para prendê-los”, disse o delegado. Na primeira, em 2020, nada foi encontrado, segundo ele.

As investigações duraram sete meses, de acordo com a polícia. O alvo inicial era um morador do bairro Jardim José Rupp, em Herval D’Oeste. Lá, foram cumpridos dois mandados judiciais de busca e apreensão em duas casas, os quais haviam sido solicitados ao Poder Judiciário pela Delegacia de Herval d´Oeste, contando com parecer favorável do Ministério Público.

No local, os policiais encontraram 3 (três) armas de fogo, sendo uma espingarda calibre 12 pump, um revólver calibre .357 Magnum e um revólver calibre .38SPL, todos municiados. Os suspeitos também portavam  1.3 kg de cocaína; 1 kg de maconha; 865 g de crack; 4 comprimidos de ecstasy; 3 balanças de precisão; 8 telefones celulares; R$ 737,00 em notas e R$ 432,00 em moedas, além de alguns objetos eletroeletrônicos de origem suspeita. Tudo foi apreendido.

A operação foi batizada de “Resiliência” em alusão ao esforço conjunto durante meses de Policiais Civis e Militares de Herval d´Oeste para combater o tráfico de drogas na região do Rupp.