Vereadores reprovam corte de recursos para obras em acessos de Joaçaba, Herval d´Oeste e Luzerna

Avenida Caetano Branco – Foto Divulgação

Repercutiu negativamente na Câmara de Vereadores de Joaçaba a notícia, veiculada no final da tarde desta quarta-feira, dando conta de que a obra de revitalização dos acessos à Joaçaba Herval d’ Oeste e Luzerna não será executada em sua totalidade por parte do governo do Estado. Em outubro de 2019, o governador Carlos Moisés, em visita a Luzerna, confirmou a realização das obras dos três acessos, sendo a Avenida Santa Teresinha e Caetano Branco em Joaçaba, que são parte da SC 150 e, do acesso Egídio Pozzobon em Herval d’ Oeste. O governo anunciou que será feito apenas o trecho da Caetano Branco, entre Joaçaba e Luzerna.

Confira o que disseram os vereadores:

Tuti: o presidente disse que é preciso reconhecer  o empenho do deputado Marcos Vieira que já havia deixado recursos no orçamento do governo para 2019. As obras já deveriam ter iniciado e inclusive estarem concluídas. Ressaltou que infelizmente o governo se encontra em uma situação muito complicada em função da CPI dos Respiradores. Ele parabenizou a atuação do deputado Ivan Naatz, relator da CPI dos Respiradores na Assembleia Legislativa.

Disnéia: a vereadora Disnéia De Marco disse que é simplesmente lamentável esta alteração na execução do projeto. Era para as obras estarem  prontas, nem iniciaram e estamos recebendo esta notícia.

Chico Lopes: afirmou que estará fiscalizando a obra para que problemas ocorridos com a última pavimentação no trecho entre Joaçaba e Luzerna não voltem a acontecer. Ressaltou ainda que irá continuar buscando, junto ao governo do Estado, ações como o projeto para o anel viário e a transferência do terreno em frente à Câmara para o município.

Avenida Caetano Branco – Foto Divulgação

Antonello: disse que registra sua indignação com o governo. Os valores que virão não são do governo. É dinheiro nosso e que já deveria estar aqui. O governador parece estar cada dia mais comprometido com o caso dos respiradores e demonstra que ‘dinheiro em caixa existe, mas, está sendo destinado para finalidades duvidosas’.

Pastori: Almir Pastori disse que é positivo saber que as obras terão início. No entanto, eram obras para serem executadas ainda no ano passado, mas vejo que todos os acessos deveriam ser executados de uma só vez.

Vilmar Zilio: o suplente Vilmar Zílio disse que vinha acompanhamento o desdobramento do assunto e também considerou a decisão do governo como muito negativa.

Diego: para o vereador, quem passa na avenida todos os dias com certeza já gastou dinheiro com manutenção do carro por conta do estado precário da Caetano Branco. A novela vem desde 2018, o governador tem que resolver já. Quanto a Av. Santa Terezinha e o Acesso Egídio Pozzobon que ficaram de fora, triste para Joaçaba e para Herval.

Dalsenter: acredito nas informações que estão sendo repassadas, tanto pelo governo como por seus representantes aqui, de que no início de 2021 tenhamos também o início das obras dos outros dois acessos.

Luiz Vastres: o vereador informou que sempre esteve muito preocupado, inclusive cobrando a realização da obra, através de ofício junto à Assembleia. Acredito que os vereadores irão cobrar explicações do governo.

Fonte Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Joaçaba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *