Coluna Pelo Estado – Ideias e fatos sobre a Covid em SC

Foto Secom

A cidade de Joinville, que ao que tudo indica tem uma das mais altas taxas de subnotificação, já acumula 15% das mortes em Santa Catarina. A cidade contabilizado 20 mortes entre as 126 em todo o estado. Em declaração durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 28, o prefeito Udo Döhler (MDB) contrariou o que prega o mundo científico e defendeu a chamada “imunidade de rebanho”, o que implicaria na contaminação de grande número de pessoas. “É essencial que esse vírus alcance a população como um todo para que [se crie] anticorpos. O que é importante nisso tudo? É fazer com que as pessoas na faixa de risco, ou seja, aqueles que têm mais de 60 anos, gestantes, os que têm deficiência possam estar mais protegidos”, declarou afirmando que “ninguém morre abaixo dos 60 anos”.

A fala de Döhler indica que a política pública no município não é a de ampliar o distanciamento social ou demais restrições impostas pela quarentena, pelo contrário. Mesmo assim, o prefeito ainda aguarda a liberação do Ministério da Economia para contrair um empréstimo internacional, no valor de a 100 mil dólares, para equipar o Centro de Triagem do Coronavírus.

O agravamento da pandemia no Estado começa a dar sinais de falta de controle. Na próxima semana, ao que tudo indica, muitos municípios devem liberar o transporte público, após o governador deixar as decisões sobre a flexibilização nas mãos dos prefeitos. Nos frigoríficos do oeste, a testagem em massa confirmou que funcionários estavam trabalhando infectados, mas um compromisso para que fábricas não sejam fechadas pelo governo estadual já foi selado.

O secretário da Saúde, André Motta, tem repetido que o pior da crise sanitária ainda está por vir e tem pedido para que seja respeitado o isolamento, o distanciamento e uso de máscaras. Só falta combinar as ideias com os fatos.

Foto Andrey Lehnemann

Lages
O secretário André Motta acompanhou a entrega de 13 ventiladores pulmonares no Hospital e Maternidade Tereza Ramos, em Lages, na tarde desta quinta-feira. Eles fazem parte do primeiro lote de 100 respiradores, de um total de 500, que o Governo do Estado adquiriu da WEG.

Repactuação
Estudo do BRDE divulgado nesta sexta-feira (22) mostra que quase 1.200 empresas catarinenses foram beneficiadas pela repactuação de contratos e o alongamento de dívidas em função do coronavírus. Para o diretor presidente Marcelo Haendchen Dutra, a medida, efetivada ao longo dos meses de março e abril, teve a intenção de garantir um “suporte financeiro importante para as empresas catarinenses em um momento crítico para a manutenção dos negócios”.

Do estrangeiro. Pelo menos 91 cidadãos foram repatriados para Santa Catarina e outros 34 estão recebendo auxílio para retornar ao país. Itamaraty já trouxe aproximadamente 23 mil brasileiros que estavam no estrangeiro e não conseguiam voltar por causa da pandemia.

Decoro. Deputada Paulinha (PDT), protocolou representação por quebra de decoro contra a atitude do deputado Jessé Lopes (PSL) que atacou a família do governador Moisés.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *