Diretor do HUST fala sobre enfrentamento ao coronavírus

Foto Divulgação

De forma virtual, o diretor do Hospital Universitário Santa Terezinha (HUST), Alciomar Marin (foto), participou da sessão da Câmara de Vereadores de Joaçaba na noite desta terça-feira (19), atendendo a um convite feito pelo vereador Ricardo Antonello.

Antes de responder a questionamentos feitos pelos vereadores, Marin fez um relato sobre como o HUST se preparou e como está enfrentando a pandemia do coronavírus. Informou que assim que surgiram os primeiros casos no Brasil e em SC, o hospital já iniciou uma discussão ampla sobre as medidas a serem adotadas para o enfrentamento ao Covid-19. E que desde então foi feita uma mudança bastante significativa na unidade, implantando uma ala totalmente isolada para tratamento dos pacientes e capacitando todos os profissionais. Especificamente para pacientes do COVID, o HUST dispõe de 10 leitos clínicos e sete leitos de UTI e, que o hospital busca, junto ao governo do Estado, implantar mais quatro leitos de UTI, para os quais precisa dos equipamentos necessários. “Esta situação é um aprendizado para todos nós. Felizmente tivemos poucos pacientes internados nesta ala”, informou ele.

Apoio ao HUST

Questionado sobre o apoio que o hospital tem recebido para o combate ao coronavírus, tanto do governo do Estado como de municípios, Marin informou que o HUST recebeu do Estado apenas 100 kits de testes rápidos para serem utilizados entre os profissionais da unidade. Porém, a equipe de profissionais é de aproximadamente 500 pessoas, ou seja, a quantidade não é suficiente para testar toda a equipe. Informou ainda que o HUST tem apenas um profissional afastado pela doença, em isolamento domiciliar. Questionado sobre auxílio recebido por parte do município de Joaçaba, ele respondeu que da prefeitura recebeu apenas doações de alguns protetores faciais e nada mais.

Atendimentos e procedimentos

Marin informou ainda que o Estado determinou a suspensão de todos os procedimentos eletivos e o hospital segue a determinação.  No entanto, procedimentos de urgência e emergência seguem normalmente. Ainda, como medida de precaução, visitas a pacientes foram restritas. O atendimento ambulatorial está sendo realizado no AMU e as quimioterapias foram realocadas para outro setor do hospital. Disse ainda que acredita que o Estado deverá publicar novas normativas, prevendo a liberação de cirurgias eletivas em breve.

Prevenção

Marin reiterou a importância de que a população siga todas as normas e orientações em relação à prevenção. “É importante que tenhamos esta consciência, pois, o coronavírus é um inimigo invisível. Até não termos uma vacina ou medicamentos mais específicos para o tratamento, será preciso ter esta consciência e nos adaptarmos a esta nova realidade”, ressaltou ele.

Antonello e os demais vereadores elogiaram o trabalho feito pelo hospital e pela equipe de profissionais. Disse que cobrou do secretário regional de Saúde e também do secretário municipal a necessidade de mais testes rápidos. Ele ainda sugeriu o encaminhamento urgente de ofícios aos mesmos solicitando providências.

O presidente Tuti questionou sobre o uso da hidroxicloroquina pelo HUST. Marin informou que como não tem conhecimento técnico sobre o assunto, preferiu responder posteriormente. Porém, informou que o HUST tem o medicamento e que o mesmo já foi utilizado em alguns pacientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *