Coluna Pelo Estado – CPI vai ouvir empresário

Foto Bruno Collaço/Agência AL

A CPI dos Respiradores, da Alesc, vai ouvir mais cinco pessoas nesta terça-feira, 19, todos servidores. Objetivo é esclarecer como funciona o processo de compras e também como foi a tramitação da dispensa de licitação para a compra dos 200 respiradores. . A comissão terá ainda uma segunda reunião nesta semana, marcada para quinta-feira, 21, às 10 horas.

Mas a informação mais importante divulgada pelo presidente da CPI, Sargento Lima (PSL), é de que a comissão vai requisitar depoimento do empresário de São Paulo, Fábio Guasti, apontado como um dos principais interessados no processo de compra dos 200 respiradores por parte do governo catarinense.

Ivan Naatz (PL), relator da comissão, tem dito que o processo de CPI não é simples e que será preciso esforços redobrados para montar o quebra-cabeça que vão levar ao destino dos R$ 33 milhões pagos antecipados à empresa Veigamed. “Estamos identificando quem é quem, como cada uma das coisas aconteceram, começando pelas notícias que saíram na imprensa. Dando oportunidade aos citados de uma forma ou de outra”, afirmou o deputado.

Nesta terça serão ouvidos Janine Silveira dos Santos Siqueira, gerente de Contratos e Licitações da Defesa Civil; Carlos Eduardo Besen Nau, lotado na Defesa Civil; Débora Regina Vieira Trevisan, consultora jurídica da Defesa Civil; Iná Adriano de Barros, técnica em atividades administrativas da Secretaria de Estado da Comunicação; e João Gilberto Rocha Gonçalez, representante legal do Instituto Nacional de Ciências da Saúde, que mora em São Paulo e será ouvido por videoconferência.

“A Exxomed, empresa que detém direito de vender os respiradores da chinesa Aeonmed no Brasil, afirma que a Veigamed não teria autorização para importar os produtos”

Foto Divulgação/PE

Interditado A unidade de aves da Seara Alimentos, pertencente a JBS, em Ipumirim foi interditada nesta segunda-feira, 18, pelo Ministério Público do Trabalho de Santa Catarina. Em nota, o MPT-SC justifica que, durante inspeção, fiscais “encontraram graves irregularidades, sobretudo relacionadas à ausência de distanciamento seguro entre os trabalhadores. A unidade tem 86 casos da covid-19, “o que representa quase 5% dos cerca de 1.500 empregados que trabalham no local”. A JBS disse que vai recorrer da decisão e afirmou que seu “objetivo prioritário” é a saúde dos seus
colaboradores.

Sonho Universitário A pandemia tem adiado os sonhos de muitos universitários, que não conseguem pagar as mensalidades porque perderam o emprego ou a família passa por dificuldades. Ao perder alunos, as próprias universidades privadas também sofrem e podem fechar as portas. Diante deste cenário, o deputado Coronel Mocellin (PSL) cobrou do Governo do Estado um incremento nos investimentos em bolsas de estudo do Artigo 170. “Uma alternativa para frear a evasão e manter vivo o sonho desses estudantes”, destacou o parlamentar.

Testes 1 Enquanto na Alemanha foram realizados 37,1 mil testes da covid-19 para cada 1 milhão de habitantes, no Brasil essa taxa cai para 3,4 mil para cada milhão de habitantes. Chile e Peru, que já realizaram, cada um, 17,8 mil testes por milhão de habitantes. Uma moção do deputado Vicente Caropreso aprovada na Alesc pede aumento de testes em massa no Brasil.

Testes 2 O Lacen firmou parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de Concórdia para a realização de exames de RT-PCR para detecção da Covid-19 nas cidades do Oeste, região que está infestada pelo vírus.

31,1% dos municípios catarinenses atingidos pela estiagem no estado sofrem efeitos considerados altos na produção agropecuária. Nos outros 205 municípios os efeitos foram classificados como baixos ou médios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *