Sebrae atua para amenizar o impacto econômico

Empresas de pequeno e médio porte serão as mais prejudicadas pela crise gerada pela pandemia de coronavírus, segundo informações do Sebrae. Como 98% das empresas brasileiras são de micro e pequeno porte, responsáveis por quase 50% da mão de obra com carteira assinada, é de se esperar que elas sofram os maiores danos.

Em Santa Catarina, o Sebrae atua em cinco frentes na tentativa de amenizar o impacto econômico. O diretor técnico Luc Pinheiro traz os detalhes e dá dicas pontuais aos micro e pequenos empreendedores.

Outras informações podem ser obtidas no site: sebrae.sc/coronavirus.

Fonte Sebrae-SC