HOME OFFICE na medida certa

A modalidade de trabalho que permite que pessoas e empresas se conectem à distância, exige de ambas as partes, mais do que disciplina. É preciso manter esse período de restrições igualmente produtivo

Foto Divulgação

Com empresas e funcionários, sendo obrigados a adotar o home office como contingência para evitar o contágio do CONVID-19, é importante salientar que para adotar este regime de trabalho, feito remotamente, é necessário um preparo cultural e estrutural da empresa, de suas lideranças e colaboradores.
Mais do que organizar um canto na casa, e cumprir os horários, tornar este modelo eficiente para manter a rotina próxima a do escritório, é fundamental para que não caia a produtividade e resultados.

Vantagens

A redução de custos com consumo, espaço físico e mobiliário estão entre as principais vantagens para a empresa.

“Para o time de colaboradores, só o fato de ter mais tempo para realização de assuntos particulares, é uma boa motivação para a adesão ao home office”, explica Marcia Sasdelli, especialista em Carreira e Liderança, Gestão de Pessoas/Gestão de Projetos.

A diminuição de custos com transporte é vantagem tanto para a empresa, que subsidia parcialmente, quanto para o funcionário que terá mais tempo por não gastar tempo para chegar ao trabalho (principalmente nas grandes cidades). A opção de ter horários mais flexíveis, comprovadamente aumenta a qualidade de vida e motivação o que aumenta a retenção de talentos porque o profissional terá mais tempo para resolver questões particulares.

Desvantagens

Para a empresa exercer um controle de horários e de tarefas, apesar de parecer mais complicado, ainda é possível. “A empresa deve também saber lidar com colaboradores que não se adaptam ao home office, ainda mais quando algumas atividades são menos efetivas e necessitam da interação do ambiente da empresa”, explica Marcia Sasdelli.

Caso o colaborador não tenha disciplina, seja com horários ou cumprimento de prazos, este será o maior problema em fazer home office.
Alguns colaboradores, acabam enfrentando outros problemas, devido à sensação de isolamento pela ausência de convívio social.

A interrupção constante do trabalho, por pessoas da família, assim como não estabelecer um local próprio para ficar é um dos grandes desafios para quem precisa trabalhar em home office.

De acordo com Marcia Sasdelli, a empresa precisa, antes de tudo, formalizar no contrato de trabalho o regime de home office. “É preciso deixar bem claro, de quem é a responsabilidade dos custos com equipamentos, energia, internet etc”.

Segundo a atual legislação não há necessidade de controle de jornada do trabalhador em home office, e por isso não existem horas extras. Mas, há necessidade de mudança de mentalidade, tanto do time de liderança, quanto do time de profissionais, para garantir que a produtividade e a qualidade do trabalho não sejam prejudicadas. “Por isso, são necessários treinamentos para tratar de temas como autoliderança, gestão de tempo, organização da rotina, comprometimento e produtividade”, complementa Marcia.

Momento de reconhecer a liderança

Ao acompanhar os colaboradores, de maneira mais próxima, através de indicadores de prazos e qualidade, de cada profissional o líder passa a ter um papel fundamental para garantir a produtividade do time.

É necessária a definição clara do papel e responsabilidades e do comprometimento de cada colaborador para garantir o sucesso do novo modo de trabalho.

Realizar reuniões de feedback de forma mais constante garante que todos estejam alinhados com os objetivos e estratégias da empresa, assim como reuniões periódicas com o time ajudam na correção dos rumos.

O compartilhamento de informações entre o time, através de ferramentas na nuvem, é facilitador de trabalho.

O líder deve constantemente verificar se os resultados são condizentes com o esperado e realizar pesquisas com o próprio colaborador para entender a adaptação dele as condições da empresa.

Concluindo, o regime de home office tem tudo para dar certo se houver a parceria entre empresa e colaborador. Parceria que trará vantagens para os dois lados!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *