CASA E DECOR: OPÇÕES PARA MONTAR SEU HOME OFFICE

Seu ambiente de trabalho dentro de casa pode ficar em qualquer cômodo onde você passe o maior tempo do dia. O escritório caseiro pode compor perfeitamente com a varanda, o corredor, a sala, com seu quarto e até na cozinha. O importante é que este ambiente atenda às necessidades do morador, mas tomando cuidado para que não pareça algo improvisado

Precisa de um espaço para trabalhar em casa, mas não tem um cômodo vago para o escritório? Pois saiba que é possível criar um home office em locais não utilizados de outros ambientes, desde que atenda às suas necessidades de maneira confortável e prática.

Normalmente, divide espaço com quarto ou sala, mas há opções até em cantos da cozinha e no corredor. “O ambiente escolhido varia de acordo com o perfil do morador. Em um banheiro, por exemplo, considero pouco habitual, até porque existe a umidade que não combina com equipamentos e papéis. Mas já desenvolvi uma bancada de trabalho dentro de um banheiro a pedido do morador. Não era o local principal de trabalho, mas ele gostava muito de responder os seus e-mails lá. Cozinhas também não são muito usuais, mas é possível que haja um ambiente integrando sala, cozinha e home office”, disse a arquiteta Cristiane Schiavoni.

ILUMINAÇÃO
A preocupação é a de que não pareça algo improvisado. Para isso, as cadeiras e mesas podem e devem ser bonitas, mas o fundamental é que permitam que seus pés fiquem apoiados no chão e o antebraço na mesa, mantendo a coluna reta ao formar um ângulo de 90° com o quadril. Aposte em iluminação direta para não forçar a visão.

Para que o cômodo fique mais leve e organizado, use gavetas, prateleiras e nichos. “Armários fechados com nichos abertos, que possam receber objetos decorativos, são ótimas opções. Armários que escondam impressoras, roteadores deixam o ambiente limpo. Mesas com compartimentos que escondam canetas e lápis organizam o espaço”, listou a arquiteta Cristiane. “Na mesa, deixe apenas adornos e o essencial, como computador/notebook”, completou a arquiteta Andréia Carla Médice.

Na hora de decorar o home office em um cômodo integrado, é importante haver harmonia com o restante. “Se for dentro do quarto, geralmente o mobiliário segue um padrão de cor e material”, comentou Andréia. Cristiane lembrou que é possível escolher um móvel diferenciado, sem ter as mesmas cores e padrões, para dar destaque. Use o bom senso para avaliar o resultado final.

Para deixar a sala mais linear e arrumada, é possível fechar o home office integrado com um painel de marcenaria, no projeto da arquiteta Silvana Lara Nogueira. A leveza do branco da porta contrasta com o tom mais escuro dos móveis de nogueira.

PERTO DA TV
A televisão pode tirar a atenção de muitas pessoas, mas há quem precise dela no home office. Levando em conta o perfil do morador, que gosta de conferir a programação da TV enquanto trabalha, a arquiteta Cristiane Schiavoni projetou a mesa do home office atrás do sofá, exatamente de frente para o aparelho.

O cantinho que sobrou ao lado da parede da TV da sala também pode se transformar em um home office. A bancada que faz as vezes de rack também é o apoio do laptop, na proposta de Luciana Penna, do escritório Messa Penna Arquitetura e Interiores. O painel de madeira de demolição caiu bem com as tonalidades predominantes do projeto (cinza, branca e preta), enquanto o toque colorido ficou por conta dos objetos, como a luminária vermelha.

NO QUARTO
O professor universitário precisava de um espaço para guardar seus livros e corrigir os trabalhos e provas dos alunos. A opção foi criar um home office em frente à cama, com uma bancada fechada e, em cima, uma minibiblioteca com livros e objetos trazidos de viagens. Que tal? A proposta é do arquiteto Rodrigo Kolton.

O arquiteto Marcelo Rosset dispôs uma mesa com gavetas embutidas, em laca branca, na parede ao lado da cama. O home office segue a decoração predominantemente neutra do restante do cômodo.

O ponto alto deste quarto, projetado pelo escritório de arquitetura e design Prado Zogbi Tobar, é a bancada de trabalho instalada atrás da cama, que aproveita melhor o espaço. O home office fica reservado, no fundo do ambiente, junto à janela.

Até o quarto de hóspedes pode ter um home office. O único inconveniente, é claro, será no dia que alguém for dormir no local. O ambiente, idealizado pela arquiteta Ana Yoshida, conta com uma bancada branca em um canto. O painel de folha de madeira é um fundo falso para esconder a fiação, caso a moradora queira um dia colocar uma TV ali. As prateleiras e as gavetas ajudam na organização.

NA COZINHA
Cozinha também não é um ambiente muito usual para abrigar um home office, devido a detalhes como gordura e cheiro de comida, mas é possível aproveitar uma cantinho dela. A proposta do arquiteto Luis Pedro Scalise agradou a moradora, que considera o cômodo o “coração” da casa. A mesa branca fica ao lado das prateleiras da mesma cor.

VARANDA
O escritório da foto tem um cômodo só para ele, mas o diferencial é a visão do painel verde da varanda. Essa integração deu charme ao ambiente, predominantemente branco. A proposta é da arquiteta Andréia Carla Médice.

NO CORREDOR
Quando se precisa de uma bancada comprida para trabalho, que comporte duas pessoas, até o corredor pode se transformar em um escritório. No projeto do arquiteto Marcelo Rosset, o espaço de circulação que leva aos dormitórios recebeu uma estante, que conta com uma mesa para computador. Entre a mesa e os nichos, há um fundo laqueado na cor vinho, que dá destaque ao ambiente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *