JAC terá 5 veículos elétricos no Brasil

Lançamentos estão previstos para até meados de 2020. Os preços não são nada convidativos e ‘SUV’ baseado no subcompacto J2 acionam o alerta quanto à capacidade de esses modelos cativarem os brasileiros

A JAC Motors é uma empresa de ondas, tendo feito sua estreia no Brasil em 2011, quando começou a formar uma linha convencional de veículos, com hatch e sedã compactos, subcompacto, sedã médio, monovolume e até uma van para transporte executivo. O negócio não decolou e a rede de 50 concessionárias inauguradas em um só dia foi minguando para apenas 16 pontos de venda atualmente. Para tentar reagir, a empresa resolveu vender apenas o que o as pessoas queriam comprar: SUVs. Assim, o negócio de automóveis foi interrompido, gerando toda uma consequência para os clientes que depositaram sua confiança na marca, gerando apreensão quanto à manutenção e a redução do valor de mercado dos veículos já vendidos.

SUVs
Agora, o foco da empresa passa a ser os veículos elétricos, a partir do “lançamento” de cinco modelos de uma só vez. A marca chinesa, representada no Brasil pelo Grupo SHC, garante que os três SUVs vendidos atualmente, dotados de motor a combustão interna, continuam a ser vendidos. Aliás, lançamento não seria o termo correto de ser empregado, já que a marca apenas apresentou sua nova linha de elétricos.

O primeiro a chegar ao mercado é o JAC iEV 40, ainda em setembro, quando as 57 unidades encomendadas na pré-venda serão entregues. O SUV compacto tem o preço sugerido de R$ 153.500, e nada mais é do que o JAC T40 equipado com motor elétrico de 115cv de potência e 27,5kgfm de torque. As baterias têm capacidade de 40kWh, o que, segundo a marca, dá autonomia de até 350 quilômetros, adotando um modo de condução comedido: com acelerações brandas, ar-condicionado desligado e opção Eco acionada (que aumenta o poder de regeneração do i-Pedal para incrementar a recarga da bateria).

Usando o sistema de carregamento indicado pela JAC, chamado Wall Box, a recarga da bateria de 15% a 80% é feita em menos de 4 horas. São necessários 9,8 segundos para acelerar o veículo (com massa de 1.460 kg) até os 100km/h. A velocidade máxima é de 130km/h. Como o motor elétrico quase não emite ruído, o modelo está equipado com dispositivo que produz um bip intermitente até os 25km/h, prevenindo acidentes com pedestres durante as manobras.

J2 VOLTOU!
A chegada do JAC iEV 20 está marcada para janeiro de 2020, a partir de R$ 119.900. O modelo ressuscita o antigo subcompacto J2, porém, equipado com elementos aventureiros (rack de teto e estepe fixado na tampa traseira), e que a JAC chama de “SUV de entrada”. O motor elétrico fornece 68cv e 21,9kgfm de torque. A bateria tem capacidade de 41 kWh, com autonomia de 320 quilômetros (pela norma europeia NEDC).

A velocidade máxima é de 112km/h e a aceleração até os 100km/h é feita em 16 segundos. Segundo o fabricante, há como reduzir o consumo de energia, optando pelo modo Eco, que altera alguns parâmetros de funcionamento do carro para economizar a energia das baterias: a velocidade máxima passa a 63km/h e aumento da ação regenerativa do i-Pedal, que aproveita as desacelerações e recarrega as baterias. Assim, a autonomia pode chegar a 400 quilômetros. O modelo tem 3,77m de comprimento e 2,39m de distância entre-eixos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *