Unoesc incorpora mais de 9 mil E-books a seu acervo

Mais de 9 mil E-books foram incorporados no acervo da biblioteca – Foto Divulgação

A construção do conhecimento está intimamente ligada à leitura. As fontes bibliográficas informam sobre os mais variados assuntos, fomentam o senso crítico e embasam pesquisas. E com o objetivo de disponibilizar ainda mais possibilidades de consulta aos seus alunos, professores e funcionários é que a Unoesc assinou a base de dados “Minha Biblioteca”, incorporando a seu acervo, mais de 9 mil títulos de E-books.

A base de dados “Minha Biblioteca” é a principal base digital de E-books do Brasil formada por um consócio entre as editoras Manole, Saraiva, do Grupo Gen e do Grupo Atlas, ou seja, reúne as principais editoras do país, disponibilizando materiais em diferentes áreas do conhecimento.

“A assinatura dessa base de dados, que é a principal do Brasil, se deu por conta dos esforços da Pró-Reitoria de Graduação, com o apoio da Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTIC) que colaborou conosco na integração desses títulos ao sistema Pergamum”, afirmou, coordenador da Rede de Bibliotecas Universitárias, Tiago Diersmann.

Além da divulgação sobre a assinatura, de modo que todos possam saber que os E-books estão à disposição, a Biblioteca está capacitando, em sala de aula, os acadêmicos das primeiras fases e já disponibilizou para todos os usuários, um passo a passo no menu “biblioteca”, disponível no site da Unoesc. Também haverá, em breve, um tutorial em vídeo explicando como acessar.

“Por ser uma base de dados virtual, os títulos são disponibilizados em sua última a edição. Além disso, há o benefício da mobilidade plena, na qual o usuário pode acessar no computador, tablet celular a qualquer hora sem precisar se preocupar com tempo de devolução, que ocorre no caso do livro físico”, afirmou.

Por fim, Tiago ressaltou que rede de Bibliotecas da Unoesc passa por constantes melhorias, disponibilizando aos usuários conforto e diversidade na hora dos seus estudos.

“Além da ampliação para a rede digital, temos mais de 500 mil exemplares de materiais físicos de diferentes para consulta. Ou seja, o usuário pode escolher entre acessar de forma virtual, aproveitar o aconchego de nossos espaços ou fazer ambos, já que todas as bibliotecas, além do acervo físico, dispõem de computadores e acesso aos materiais virtuais”, finalizou Tiago.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *