Parque Tecnológico de Luzerna começa a sair do papel

Mais um importante passo para a formalização do Parque Tecnológico foi dado na manhã desta sexta-feira (22) em Luzerna. No plenário da Câmara de Vereadores ocorreu a assinatura do protocolo de intenções a fim de firmar a parceria entre as entidades envolvidas no projeto.

Município de Luzerna, Secretaria de Educação, Cultura e Esportes, Incubadora Tecnológica Luzerna (ITL), Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), Instituto Federal Catarinense (IFC), Escola de Educação Básica Padre Nóbrega, Hospital São Roque e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae).

O Parque Tecnológico de Luzerna será um empreendimento para a promoção do desenvolvimento empresarial, científico e tecnológico de Luzerna e região, favorecendo a criação, instalação e desenvolvimento de empresas intensivas em conhecimento, a cultura empreendedora, a inovação, a sinergia entre os participantes do Parque Tecnológico e os sistemas de ciência e tecnologia de modo a conferir competitividade, mercado e reconhecimento internacional ao conjunto.

“Para nós é um momento muito importante onde Luzerna busca através do Parque Tecnológico formalizar aquilo que sempre veio desenvolvendo muito bem na Educação, e essas instituições todas parceiras agora elas começam a ter um olhar conjunto em que a cidade direciona sua educação para o seu desenvolvimento econômico”, comenta o prefeito Moisés Diersmann.

Para o diretor da Incubadora Tecnológica Luzerna, Tiago Moraes, esse momento é um marco e que certamente fará uma diferença favorável ao desenvolvimento da nossa região. “Luzerna, mais uma vez, sendo pioneira com seu povo aguerrido e ávido para trabalhar pelo desenvolvimento local”.

Além do prefeito e do diretor da ITL, o vice-prefeito Juliano Schneider, o vereador João Batista Zamboni, representando o Legislativo, bem como os representantes das entidades parceiras também puderam explanar sobre essa união de instituições em torno de um projeto pioneiro na região e no Estado que é o Parque Tecnológico Luzerna.

O próximo passo, agora, é a aprovação de Lei pela Câmara de Vereadores para que seja instituído oficialmente o Parque Tecnológico e, a partir daí, os parceiros possam dar sequência às ações previstas no protocolo de intenções.

SAIBA MAIS
Instituições: Senai – Cursos de qualificação, aprendizagem e técnico; IFC – Instituto Federal Catarinense – Ensino Médio técnico e de graduação; Escola de Educação Básica Padre Nóbrega – Ensino Fundamental 2 e Médio; Escola Municipal São Francisco – Ensino Fundamental 2, do 6º ao 9º ano; Parque Esportivo e Recreativo Municipal; ITL – Incubadora Tecnológica Municipal de Luzerna; Museu Frei Miguel e Museu dos Padres; Hospital São Roque; Sede do Parque – Serviços administrativos, Coworking, auditório, salas de reuniões, oficinas, laboratórios, restaurante, FabLab, entre outros.

Área de Investimentos e Concessões: AI 01 – 20 mil m² Loteamento Empresarial Tecnológico; AI 02 – 2,8 mil m² construído + terreno 10 mil m²; AI 03 – Exploração de atividades aquáticas; e AI 04 – Área urbana de apoio estudantil.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Luzerna

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *