Deputado apresenta moção para celebrar os 50 anos da Ocesc

Foto Divulgação

Na sessão desta quinta-feira (26), o deputado Moacir Sopelsa, que está presidente da Frente Parlamentar do Cooperativismo (Frencoop) da Alesc, apresentou Moção para celebrar os 50 anos da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), entidade que envolve 251 entidades filiadas, mais de três milhões de catarinenses associados e ultrapassa 73 mil colaboradores. Em 2020 o sistema cooperativista alcançou uma receita bruta anual de R$ 49,8 bilhões que representa 70% do movimento econômico de todo o cooperativismo de SC. “Sem dúvida nenhuma o sistema cooperativista de Santa Catarina serve de modelo para o Brasil e o mundo. Faço este registro para reconhecer o trabalho das cooperativas. No agronegócio, no transporte, na saúde, na educação, no crédito e em tantos outros setores onde as cooperativas estão envolvidas, podemos dizer que existe um modelo sério, competente e que nos engrandece”.

Sopelsa apresentou moção parabenizando a entidade na pessoa de seu presidente Luiz Vicente Suzin e especialmente aos associados das cooperativas. Sopelsa lembrou que a Ocesc, representa o estímulo, especialmente no agronegócio, de um grande avanço tecnológico para seus filiados. “Nossa vontade, se for possível ainda este ano, no que vai depender as questões relativas à pandemia, é realizar um grande evento na Assembleia Legislativa, juntamente com todos os deputados e os presidentes da Ocesc e das cooperativas para homenagear aos cooperativistas”.

O parlamentar destaca que o poder legislativo catarinense reconhece o trabalho das cooperativas, não só na questão econômica, mas também pelo trabalho social que realizam.

“Eu lembro que ainda jovem, em Concórdia não tínhamos uma cooperativa. Tinha uma associação rural dos produtores. Daí surgiu a Copérdia que se transformou numa das maiores de Santa Catarina. Hoje, a Copérdia juntamente com a Cooperalfa, a Coopercamos, a Cocan e tantas outras já estão instaladas em outros Estados ajudando a impulsionar a economia do Brasil”.

(Fonte Assessoria de imprensa)