Hospital Municipal de Ponte Serrada vai investir R$ 2,4 milhões em equipamentos

Foto: Julio Cavalheiro/Secom

Recursos vêm por meio de convênio com o governo do estado. Será aberta uma licitação para a aquisição dos produtos.

Um convênio de mais de R$ 2,4 milhões foi assinado na noite desta quarta-feira, dia 21, para equipar o Hospital Municipal de Ponte Serrada. Os recursos são estaduais. A assinatura foi realizada pelo governador Carlos Moisés, em solenidade na noite desta quarta-feira, dia 21, em Concórdia.

De acordo com o prefeito de Ponte Serrada, Alceu Wrubel (Tibe), que esteve presente no ato, o valor exato do convênio é de R$ 2.446.489,68. “Estávamos aguardando para que fosse aqui em Ponte Serrada, mas eles, por uma questão de agenda, resolveram fazer a entrega junto com outros municípios da Amauc (Associação de Municípios do Alto Uruguai Catarinense)”.

Tibe disse ao Oeste Mais que uma licitação será aberta para a compra de todos os equipamentos para o funcionamento da unidade. Segundo o prefeito, serão dois centros cirúrgicos abertos no local, que deverá atender não só a população de Ponte Serrada, mas de municípios vizinhos.

CIRURGIAS ELETIVAS

“Este hospital está dentro de um cenário da nova política do estado para a saúde, dizendo que os municípios pequenos com unidades hospitalares também podem prestar serviços de cirurgias para outros municípios, visando a diminuição de tempo para fazer cirurgias eletivas, entre outras”.

O Hospital Municipal já recebeu mais de R$ 500 mil em equipamentos, incluindo um aparelho de raio-x. “Com esses recursos, vai passar de R$ 3 milhões os investimentos em equipamentos nesta unidade”, contabilizou o prefeito.

A abertura de uma licitação vai definir os trâmites para a compra dos equipamentos. Após a aquisição dos materiais, o município fará um termo de concessão do hospital para uma entidade sem fins lucrativos, que vai administrar a unidade, com atendimento de plantão de urgência e emergência 24 horas e procedimentos cirúrgicos.

A intenção é que a entidade seja a Associação Hospitalar Santo Expedido, que já administra o Hospital Santa Luzia. Para isso, Tibe tem tratado com o Tribunal de Contas do Estado os trâmites legais, além do próprio jurídico da Prefeitura.

“A gente quer que esta unidade [Hospital Municipal] venha para somar junto com a associação. A intenção é não termos estruturas concorrentes, mas unificadas, para que atenda melhor a nossa população de Ponte Serrada e região”, completou o prefeito.

Fonte: Oeste Mais