Coluna Pelo Estado – Governadores pedem mais vacinas e Alesc acena com aumento dos grupos prioritários

Foto Divulgação/MS

O Governo de Santa Catarina publicou um cronograma de vacinação em que prevê a imunização de todos os adultos até o final de agosto. Pelos números oficiais, Santa Catarina alcançou a marca de 4.053.734 de doses contra a Covid-19 aplicadas. Os dados apontam 3.051.017 pessoas vacinadas com a primeira dose, o que representa 54,7% de cobertura vacinal da população alvo (acima dos 18 anos), e 18% de cobertura na soma entre segunda dose e dose única, com 1.002.717 doses. O planejamento otimista, no entanto, corre risco de não se concretizar por conta do ritmo lento na entrega dos imunizantes por parte do Ministério da Saúde. Nesta terça-feira, 13, o governador Carlos Moisés participou de reunião virtual com o ministro Marcelo Queiroga com o Fórum Nacional de Governadores, onde a pauta foi exatamente o cronograma da vacinação nos estados. Os governadores solicitaram uma aceleração na entrega de doses, de modo a viabilizar o término da vacinação o quanto antes.

O problema pode aumentar já que a CCJ da Alesc apresentou pareceres favoráveis a dois Projetos de Lei (PLs) que incluem novos grupos prioritários no Plano Estadual de Vacinação contra Covid-19. O primeiro deles, de autoria do deputado Ricardo Alba (PSL), aponta os genitores, tutores e cuidadores de pessoas com deficiência intelectual como portadores de Transtorno do Espectro do Autismo, Alzheimer, e às síndromes de Down, X-Frágil, Prader-Willi, Angelman e Williams. Já o projeto do deputado Valdir Cobalchini (MDB) e que contou com a relatoria do deputado Coronel Mocellin (PSL), visa beneficiar funcionários de empresas das áreas de segurança e vigilância, prestadoras de serviço, asseio e conservação e de transportes de valores. Os projetos ligam alerta da necessidade da chegada de mais imunizantes ao estado.

Foto Divulgação/MDB

MDB

Prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli almoçou nesta terça-feira, 13, com a bancada estadual do MDB. Defendeu pretensões de candidato ao governo e pediu apoio dos deputados. Estava acompanhado do deputado federal Carlos Chiodin. Antes dele, a bancada já recebeu o senador Dário Berger, acompanhado do ex-governador Eduardo Moreira. A agenda de reuniões semanais da bancada deve, em breve, abrir espaço para o outro pretendente a candidato ao governo, o deputado Celso Maldaner.

ESTRADAS

Lideranças empresariais e comunitárias estão programando manifestações nas BRs-470, 163 e 280 em razão da demora do governo federal em definir os critérios de utilização dos R$ 350 milhões disponibilizados pelo governo do estado para investimentos nas rodovias federais. O objetivo é pressionar o Fórum Parlamentar Catarinense para uma rápida definição sobre o assunto junto ao Ministério da Infraestrutura. O governo do estado, com autorização da Alesc, disponibilizou R$ 200 milhões para melhorias na BR-470, para serem aplicados nos lotes 1 e 2, na região de Blumenau, onde está o maior gargalo. Em Brasília, no entanto, o entendimento é de pulverizar ao longo da rodovia, o que inviabiliza o movimento.

ESTIAGEM

A Comissão de Agricultura e Política Rural da Alesc aprovou, nesta terça-feira, 13, o PL, de autoria do governo do estado, que possibilitará a transferência de recursos em caráter emergencial para sete municípios do Oeste atingidos pela estiagem em 2020: Bom Jesus do Oeste, Ipuaçu, Palmitos, Saltinho, Romelândia, Serra Alta e Sul Brasil. A transferência será possível, mesmo após o vencimento do prazo dos decretos de emergência. Os recursos só poderão ser utilizados nas ações de combate à estiagem.

PREVIDÊNCIA

Ficou para esta quarta-feira, 14, a definição das entidades representativas que vão poder participar da audiência pública sobre a reforma da previdência estadual, agendada para 19 de julho. A decisão foi tomada na reunião conjunta extraordinária das Comissões de Constituição e Justiça; Finanças e Tributação; e de Trabalho, Administração e Serviço Público da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira (13). De acordo com o deputado Milton Hobus (PSD), que conduziu a reunião, 63 instituições se inscreveram para falar durante a audiência.