Prefeitos se reúnem com a Acioc e mantêm decreto estadual

Foto Divulgação

Joaçaba – A Associação Comercial e Industrial do Oeste de Santa Catarina (Acioc) realizou, na manhã desta segunda-feira (22), mais uma reunião ordinária e além dos assuntos internos, o encontro contou com a participação dos prefeitos de Joaçaba, Dioclesio Ragnini; de Herval d’ Oeste, Mauro Martini e de Luzerna Juliano Schneider que falaram sobre como os municípios estão neste momento de pandemia e expuseram situações relacionadas ao combate à doença, sobre o decreto que está em vigor e ainda sobre a economia dos municípios.

Os prefeitos comentaram a situação crítica em que se encontra o hospital Universitário Santa Terezinha (HUST), a necessidade de frear a contaminação do vírus, bem como fortalecer as intenções para que novos leitos possam ser instalados. Um ponto em comum foi sobre o decreto que está em vigor. Eles relataram entender que seria necessário organizar o horário do comércio de forma diferente da adotada nesta segunda (10h às 20h) e que em muitos pontos o decreto gerou dúvidas, em paralelo, afirmaram que seguem acompanhando o cenário e das decisões que são tomadas em todas as esferas públicas.

Ainda sobre o coronavírus, foi citado o aumento de preços dos medicamentos e dos equipamentos de proteção individual (EPIs), bem como as dificuldades de compra. Também falaram dos entraves para instalar um hospital de campanha, tanto, que até então, não foi viável.

Os prefeitos chamaram a atenção para a economia dos municípios alertando que os reflexos da pandemia devem ser sentidos ainda mais em longo prazo e por isso a necessidade de criar estratégias que permitam cuidar da saúde, a começar por cada um fazer sua parte e também para e fortalecer os negócios.

Sobre as obras em andamento os prefeitos sinalizaram que continuam, mas falaram da necessidade de manter a cautela quanto aos recursos já que o momento é bastante incerto.

Angelo Junior Radavelli, presidente da Acioc, agradeceu mais uma vez a parceria com o poder público e a disponibilidade dos prefeitos em participar da reunião.

(Fonte Ascom Acioc)