Mulher esfaqueia marido ao saber que ele estuprava a enteada de 11 anos

Menina de Abelardo Luz disse à polícia que o padrasto forçava o sexo com ele quando a mãe saía de casa ou estava dormindo

Por volta de meio-dia de terça-feira, um casal discutia severamente sobre o abuso sexual do homem contra a enteada, em Abelardo Luz. O homem negou a acusação da menina de 11 anos e deu um soco na companheira. Ela reagiu pegando uma faca, o atingindo na região do abdômen. O homem tentou tomar a faca e acabou ferindo as mãos e a barriga de sua companheira.
Os Bombeiros, chamados por vizinhos, levaram a mulher ao hospital do município

E o marido foi socorrido por moradores da rua até que a polícia chegasse ao local. Depois, já preso, o homem foi internado no hospital sob custódia legal. A menor foi encaminhada para o Conselho Tutelar e a Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar o caso.
A menor disse que era forçada a fazer sexo com o padrasto sempre que a mãe saía de casa e quando estava dormindo. Ela informou ainda que chegou a ter relação sexual com o homem na noite anterior. A criança também era ameaçada pelo padrasto, que afirmava matar ela e a mãe caso contasse o que acontecia.
Segundo divulgou a Rádio Liberdade FM, a menor contou a situação para a mãe por meio de um bilhete e depois verbalmente. Ela teria relatado que o padrasto a abusava sexualmente há cerca de quatro meses. A mãe estava junto com o homem há 11 anos.