Coluna Pelo Estado – Decisão do STF abre caminho para SC comprar vacina da Pfizer

Foto Maurício Vieira/Secom

A decisão do STF em autorizar estados e municípios a comprar e fornecer à população vacina contra a Covid-19 abriu caminho para que Santa Catarina siga nesta direção. A medida, porém, tem ressalvas. A autorização vale apenas em caso de descumprimento do Plano Nacional de Vacinação pelo governo federal ou de insuficiência de doses previstas para imunizar a população.

Nesta quarta-feira, 24, em audiência pública realizada na Alesc, o secretário adjunto da Saúde, Alexandre Fagundes, disse que Santa Catarina vai respeitar o cronograma do Ministério da Saúde. Mas informou que um ofício já foi encaminhado pelo secretário da pasta, André Motta Ribeiro, ao governador Carlos Moisés para que se faça estudos para a compra dos imunizantes da Pfizer. Moisés já avisou que o estado tem R$ 300 milhões para este gasto.

Até o momento, o estado recebeu um total de 357.640 doses, em cinco remessas. Nesta quarta, desembarcaram em Florianópolis 59,5 mil doses da Oxford-AstraZeneca. Outras 40 mil devem chegar até o final de semana e mais uma remessa de 1 milhão é prevista para março. Muito pouco ainda para um estado com 7 milhões de habitantes – e lembrando que são duas doses por pessoa.

A pressão na Alesc é grande. O deputado Neodir Saretta, presidente da comissão de saúde, reclamou: “O estado que tome a frente, vá atrás, já que o Ministério da Saúde está demorando na negociação com os laboratórios para de fato imunizar toda a população”. O líder da bancada do MDB, deputado Valdir Cobalchini reforçou: “Esse é o assunto mais importante, nada é mais importante. A Secretaria da Saúde precisa adiantar procedimentos para compras de vacinas”, disse o parlamentar, para quem o atual momento da pandemia é extremamente grave, “até para os negacionistas”. Os catarinenses têm pressa.

Foto Waldemir Barreto/Divulgação

Dário Berger
O senador Dário Berger (MDB) foi eleito o novo presidente da Comissão de Infraestrutura do Senado. É a primeira vez que um catarinense comandará este colegiado. “Junto com o governo federal e com as entidades representativas do setor, vou priorizar o diálogo na busca por soluções para os problemas históricos que nosso estado enfrenta”, garantiu Dário. A comissão se reúne nesta quinta, 25, para aprovar emendas ao Orçamento Geral. A expectativa é que sejam aportados recursos para acelerar as obras nas rodovias federais em andamento no estado.

SCGÁS
Levando Gás Natural para 65 cidades catarinenses e para quase 17 mil clientes diretos entre indústrias, residências, comércios e postos, além dos quase 110 mil veículos movidos a GNV e emplacados no Estado, a SCGÁS completa 27 anos nesta quinta-feira, 25. Fundada em 1994, a empresa tem 1.260 quilômetros de rede implantada e projeta crescer mais de 40% – o número de clientes atendidos avançará 120% até 2025. Com os investimentos, a distribuidora pretende chegar a 15 novas cidades, auxiliando no desenvolvimento econômico de Santa Catarina. O atendimento será ampliado no mercado de varejo, especialmente nos espaços urbanos de grande concentração residencial e condomínios verticais.

CREA
O presidente do CREA-SC, Carlos Alberto Kita Xavier participou das cerimônias de posse dos colegiados de inspetores de Araranguá e Criciúma. Ele também cumpriu agenda com o prefeito de Balneário Arroio Silva, Evandro Scaini; com a reitora da UNESC, Prof. Dra. Luciane Ceretta; com a reitoria da SATC e com o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro. Na pauta, a criação da universidade corporativa, fiscalização no estado, as parcerias com os órgãos públicos e o fortalecimento e valorização da categoria.

MECENATO
Está em vigor o decreto que cria a Lei do Mecenato em Santa Catarina. Com a medida, empresas catarinenses poderão doar parte do ICMS para projetos aprovados pela Fundação Catarinense de Cultura (FCC). Contudo, ainda falta regulamentar a lei. Por isso o deputado Coronel Mocellin (PSL) pretende cobrar do governo essa regulamentação. Essa semana o deputado recebeu o cineasta Fábio Cabral, que aguarda para avançar no projeto “Rastros  de Bravura”, uma minissérie que irá contar os atos de bravura reais que ocorreram com bombeiros no Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *