Coluna Pelo Estado – Mauro de Nadal (MDB) assume comando Alesc com discurso de união

Foto Divulgação/Agência AL

Da pequena Caibi à presidência da Alesc, passando pela prefeitura de Cunha Porã por dois mandatos. A eleição para o posto máximo do Legislativo catarinense, terceira cadeira na hierarquia institucional do estado, coroa a trajetória deste bacharel em Direito com especialização em Gestão Pública, de 49 anos, e parlamentar desde 2010. A sessão realizada na tarde desta segunda-feira (1º) no plenário Osni Régis confirmou as previsões e consolidou o acordo feito há vários meses.

Mauro de Nadal assumiu com o discurso da união que vem caracterizando as últimas eleições da Alesc – há 15 anos não há disputa para a presidência – e já anunciou que ao final deste ano irá renunciar, juntamente com o 1º vice também eleito, Nilson Berlanda (PL), para dar vez a Moacir Sopelsa (MDB), que vai encerrar a vida pública e receberá o cargo em homenagem.

O deputado do MDB disse, logo no discurso de posse, que sua gestão será marcada por decisões compartilhadas com a Mesa Diretora, em respeito aos demais colegas eleitos também nesta segunda-feira.

Nilson Berlanda (PL) na 1ª vice-presidência; Kennedy Nunes (PSD), na 2ª vice-presidência; Ricardo Alba (PSL) como 1º secretário; Jair Miotto (PSC) como 2º secretário; Padre Pedro Baldissera (PT) na 3ª secretaria e Laércio Schuster (PSB) como 4º secretário formarão a composição à frente do parlamento.

Outro ponto destacado pelo novo presidente é a transparência nos atos e o uso da tecnologia na gestão, cada vez mais deixando o papel e a caneta de lado.

Ainda na fala da posse, Nadal fez questão de destacar a sua trajetória e exaltar a força e a pujança do Oeste do Estado, que volta a ter um representante no posto máximo do parlamento estadual. Para o guri que saiu de Caibi e se tornou político em Cunha Porã, a cadeira da presidência representa mais que um passo político. É a consagração de uma trajetória.

Presidente da ADISC, Lenoires da Silva (E) e o presidente institucional da entidade, Amer Felix Ribeiro (D) estiveram na posse de Mauro de Nadal – Foto Divulgação/ADISC

NA POSSE
O presidente da Associação dos Diários do Interior – Santa Catarina (ADISC),  Lenoires da Silva;  e o presidente institucional da entidade, Amer Felix Ribeiro, estiveram presente na posse do novo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro de Nadal (MDB), realizada na tarde desta segunda-feira (1º) em Florianópolis.  Com foco no jornalismo regional, a ADISC está presente em todas as regiões do estado e é a única associação de Santa Catarina que congrega apenas jornais diários do interior do Estado.

Mensagem
A terça-feira (2) será marcada pela leitura da Mensagem do Governador de Santa Catarina na Assembleia Legislativa. O ato simbólico, que aconteceu também em fevereiro de 2019 quando Julio Garcia tomou posse, terá a presença de Carlos Moisés da Silva (PSL) em plenário. Há dois anos, de tablet na mão, ele leu o texto e entregou ao então presidente da Alesc um pen-drive com o conteúdo.
Como síntese, deixou claro: “tudo começa pela reforma administrativa”. Mesmo que tímida, ela avançou na Casa. Agora, a expectativa está em torno da reforma previdenciária. A ver.

Mulheres
A eleição da Assembleia Legislativa de Santa Catarina confirmou, mais uma vez, a ausência da bancada feminina nos sete cargos que compõem a Mesa Diretora do parlamento catarinense. Com cinco representantes – Ada de Luca (MDB), Ana Campagnolo (PSL), Luciane Carminatti (PT), Marlene Fengler (PSD) e Paulinha (PDT) – entre os 40 parlamentares, as mulheres seguirão fora dos postos, mas devem garantir presenças nos comandos de comissões temáticas e lideranças.

Julio Garcia
Com o indeferimento por parte do Supremo Tribunal Federal da Reclamação encaminhada pela Alesc no caso da prisão do ex-presidente Julio Garcia (PSD), é possível que os deputados votem ainda esta semana um novo Projeto de Resolução, que vai anular os efeitos do segundo pedido de prisão contra o parlamentar, que está afastado do cargo, decretado pela juíza federal substituta Janaina Cassol Machado. Dentro da Casa Legislativa, muitos ainda não entendem a prisão numa ação em que sequer réu o ex-presidente é.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *