Com rígido protocolo de segurança, escolas retomam aulas presenciais em Joaçaba

Foto Divulgação

Colégio Marista Frei Rogério conta com apoio da área de Saúde do Grupo Marista para retorno às atividades presenciais. Alunos podem optar por modelo online.

As escolas estaduais de Santa Catarina retornam às atividades no dia 18 de fevereiro. No entanto, as aulas do Colégio Marista Frei Rogério, de Joaçaba (SC), começam na primeira semana de fevereiro, em alinhamento com o Comitê Municipal de Gerenciamento dos Planos Municipal de Prevenção, Monitoramento e Controle de Disseminação da COVID-19 do Município. As atividades serão presenciais, mediante rodízio semanal quando necessário, ou seja, de acordo com o tamanho de cada turma, grupos de estudantes se revezarão a cada semana para participar das atividades presenciais e online, alternadamente. Há a possibilidade de ensino 100% remoto para famílias que optarem por esse modelo.

SAÚDE E EDUCAÇÃO JUNTOS 

Para assegurar a segurança de alunos, professores e colaboradores, o Colégio Marista Frei Rogério atende às regras definidas pelo Governo de Santa Catarina no decreto publicado em dezembro e também segue o protocolo chancelado pela Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e pelo Hospital Marcelino Champagnat (HMC). O hospital integra um seleto grupo de instituições de saúde no Brasil reconhecidas pela Joint Comission International (JCI), a maior acreditação do mundo de qualidade e segurança em atendimento ao paciente, e é referência no estado no atendimento da Covid-19.

De acordo com o diretor do Colégio, Ir. Darlan Santorum, as atividades escolares foram avaliadas como essenciais para a população e contam com rígidos cuidados de prevenção. “Sabemos a importância da educação e da escola para jovens e crianças e estamos muito felizes de abrir as portas novamente. Estamos atentos e alertas a todos os cuidados que devem ser tomados de maneira constante por alunos, professores e colaboradores”, analisa.

PREVENÇÃO E CUIDADO

Entre as ações adotadas pelas escolas desde o ano passado estão: disponibilizar álcool em gel 70% nas salas de aula, nos corredores e nas proximidades das saídas; desinfetar espaços de uso comum (corrimões, maçanetas, etc.); realizar medição da temperatura no ingresso às unidades; aumentar o fluxo de ar e ventilação nos ambientes fechados; aumentar a frequência da limpeza dos sanitários e reduzir o número de pessoas nos banheiros. No espaço físico das escolas, foi implantada sinalização para garantir o distanciamento social e o fluxo de alunos e familiares

Todas as medidas levam em consideração as necessidades das famílias que, de acordo com as liberações dos órgãos sanitários responsáveis, são consultadas pelos colégios para contribuir nas ações de prevenção.

(Fonte Assessoria de imprensa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *