Coluna Pelo Estado – Pandemia toma conta e todas as regiões estão em alerta máximo

As manifestações públicas e ações judiciais instituídas por órgãos fiscalizadores após registros de aglomeração e lotação de leitos deram o tom do que estava por vir. Santa Catarina chegou ao nível máximo de risco desde o início da pandemia. Nesta quarta-feira (23), todas as regiões entraram na classificação de risco potencial gravíssimo (cor vermelha do mapa).

A região de Xanxerê, que era a única em estado grave na matriz divulgada semana passada (cor laranja), subiu para o nível gravíssimo. Significa alerta máximo para a covid-19. Com relação a taxa de ocupação de UTIs, somente as regiões do Extremo Oeste e Xanxerê estão em nível grave, todas as outras estão em vermelho, ou seja, gravíssimo.

A notícia não é boa, principalmente porque é justamente durante as festas de fim de ano que o estado recebe mais gente vindas de outras regiões.

Na Matriz de Risco, chama atenção o aumento na transmissibilidade em mais da metade das regiões. Na última matriz divulgada no dia 18, apenas as regiões Nordeste e Meio-Oeste estavam nesse nível.

As regiões com os números mais preocupantes de mortes são o Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Sul, Foz do rio Itajaí Laguna e Serra Catarinense. Desde o dia 18 de dezembro, Santa Catarina registrou 15.081 novos casos e 184 mortes causadas pela covid-19.

Sem imprensa
O presidente Jair Bolsonaro encerrou sua folga de descanso no litoral catarinense nesta quarta e retorna à Brasília, onde deve passar o Natal. Nos cinco dias na colônia de férias no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, evitou a imprensa e os assuntos polêmicos. Falou apenas com apoiadores, mas sem abrir espaço para contrapontos. Entre os assuntos que tratou com os “fãs”, Insistiu que a vacinação contra o coronavírus não será obrigatória e martelou que quer voto impresso nas próximas eleições.

Foi pescar
O presidente estava nitidamente irritado com a abertura de mais uma investigação contra membros da sua família. Dessa vez foi Eduardo Bolsonaro que teve um pedido de investigação aberto pela PGR para apurar a compra de imóveis com pagamento em dinheiro vivo. Mantendo a tradição do ditado ‘tá estressado, vai pescar’, nos cinco dias que esteve em SC, Bolsonaro saiu para pescar quase todas as manhãs.

Inovação nos municípios
A Fecam, lançou iniciativa importante para auxiliar cidades catarinenses no desenvolvimento da inovação. Segundo o diretor executivo da Federação, Dionei Walter da Silva, o Colegiado de Desenvolvimento Econômico e Inovação (CODE) pretende ajudar os municípios a conhecerem mais as possibilidades e oportunidades em investimentos, em tecnologias, em novidades no mundo da inovação, além de agregar os cases que fazem a diferença nestas áreas. “Não há desenvolvimento econômico nas cidades sem o envolvimento do poder público”, disse. O Colegiado do CODE conta com representantes das prefeituras de Florianópolis, Gaspar, Palhoça, Blumenau e membros da Fecam.

Moisés em Joinville
O governador Carlos Moisés (PSL) anunciou repasse de R$ 100 mil em recursos para a Escola Bolshoi Brasil em agenda em Joinville. O governador também anunciou que e sancionará o Projeto de Lei 364/2020, que trata da redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de diversos setores. Em outra agenda na cidade ele visitou Associação Empresarial de Joinville e inaugurou um Laboratório de Eficiência Energética de Joinville.