Coluna Pelo Estado – Daniela vai trocar secretário da Saúde

Uma das promessas da governadora interina Daniela Reinehr (sem partido) era o de rever os decretos relacionados à pandemia. No entanto, consultada nesta quinta-feira, 27, a assessoria da governadora disse que não há previsão para as mudanças nos decretos.  A assessoria confirmou que o secretário de Saúde, André Motta, deve ser substituído, mas ainda sem data para isso acontecer.

A insatisfação na pasta da Saúde parece mútua. Motta tem se mantido reservado e sem cumprir agendas desde que a nova mandatária assumiu o posto.

Até o momento, Daniela fez mudanças na Casa Civil, onde nomeou general da reserva Ricardo Miranda Aversa, e na Procuradoria-Geral do Estado, com a nomeação de Dagoberto Brião. Ainda segundo assessoria da governadora, as próximas mudanças devem ocorrer de forma gradativa.

Ainda nesta quinta-feira, a governadora cumpriu agenda na Alesc, onde visitou o presidente Julio Garcia (PSD) e apresentou o novo chefe da Casa Civil ao parlamento.

A visita é emblemática, já que segundo interlocutores a absolvição de Daniela no impeachment frustrou as possibilidades de Julio Garcia assumir o governo de forma interina.

No entanto, o encontro seguiu a etiqueta republicana e transcorreu de maneira tranquila. Antes do impeachment, Daniela já tinha visitado Garcia e se comprometido a respeitar o parlamento caso fosse eleita.

Restrita
A deputada federal Caroline De Toni (PSL) exibiu armas restritas às Forças Armadas nas suas redes. Entre elas, um fuzil. A parlamentar, apoiadora do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), defendeu o porte de arma. “Um governo que defende o seu povo, sempre dará o direito aos seus cidadãos de portar uma arma para defender a sua vida e de sua família, a sua propriedade e a sua liberdade”, escreveu.

Nazismo
A governadora Daniela Rainehr emitiu uma nota onde afirma ser contrária ao nazismo. O posicionamento veio após Daniela não explicar na sua primeira coletiva de imprensa se concorda ou não com as ideias revisionistas do pai, que diz que o holocausto judeu não existiu.

Estupro
O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, do DEM, candidato a reeleição, foi denunciado por estupro por uma ex-funcionária comissionada. Na denúncia a mulher de 46 anos conta que os abusos começaram em 2017 e seguiram até 2019. Ela trabalhou no município até agosto deste ano, quando saiu para concorrer às eleições, pelo mesmo DEM de Gean.

Guardião da História
O Jornal Amorim, que cobre a região do Extremo-Sul catarinense circula sua última edição nesta sexta-feira, 30. Inaugurado em 1996 como Jornal Destaque, um semanal, de lá pra cá mudou para O Destaque, Destaque Gaúcho e Destaque Catarinense. Em outubro 2008, passou a atender pelo nome de Jornal Amorim. Foram 4.813 edições num tempo em que o impresso deixou de ser a primeira opção dos nossos leitores. Um lamento para os leitores que perdem o jornal em papel. O grupo segue fazendo a cobertura diária da região pelo portalamorim.com.br.

Impeachment
O Tribunal Especial de Julgamento referente ao segundo pedido de impeachment contra o governador Carlos Moisés da Silva (PSL) será instalado nesta sexta-feira (30), em sessão marcada para às 10 horas, na Alesc.

Tsunami
No dia 29 de outubro de 2019, o Litoral Sul de SC registrou uma onda do tipo tsunami. A onda foi registrada pela Epagri, inicialmente em Balneário Rincão, passando por Imbituba, Florianópolis até Balneário Camboriú 2 horas e meia mais tarde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *