Vereadores iniciam mais um bloco de sessões via audioconferência

Foto Arquivo RD

Um novo bloco de sessões, através de audioconferencia teve início na Câmara de Vereadores de Joaçaba na desta segunda-feira, dia 6. Em pauta, os seguintes projetos: projeto de lei 3.751 que trata da Política do Conselho e do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, projeto de lei nº 3.754 e 3.756 que tratam da abertura de crédito adicional especial e, projeto de lei nº 3.757 que dispõe sobre convênio com o município de Lacerdópolis para custear os serviços educacionais de aluno especial. As sessões seguem na terça e na quarta-feira, dias 7 e 8. Os projetos serão votados na quarta. Confira o que disseram os vereadores em seus pronunciamentos:

Tuti: o presidente Tuti disse que lamenta que parte da classe política já tenha se manifestado contrária ao Projeto de Lei nº 646/2020 que tramita na Câmara Federal e prevê o repasse de valores do Fundo Eleitoral para ações de emergência na área da saúde pública. “Uma emenda proposta pelo Partido Novo para que isso acontecesse já não foi posta em votação em recente sessão. Lamento muito esta falta de um bom exemplo por parte dos agentes políticos neste momento. É revoltante, porém, acredito que isso não foi surpresa pra ninguém”, disse ele.

Disnéia: a vereadora disse que tem recebido muitas reclamações, por parte dos agricultores, em relação a paralização dos serviços prestados pela diretoria de Agricultura, como por exemplo, a produção de silagem. Segundo ela, a maioria precisou pagar pelo aluguel de máquinas para poder fazer o serviço. O que tornou a produção mais cara já que, a prefeitura subsidia o valor da hora máquina. Ela também voltou a cobrar a contratação de médico pela prefeitura veterinário para auxiliar os agricultores.

Chico: Chico Lopes ponderou que seria muito importante que a prefeitura de Joaçaba, através da secretaria de Saúde, viabilizasse uma campanha de vacinação em massa, não apenas para os grupos de risco, como é atualmente. Sugeriu ainda que os três governadores do Sul pudessem, de forma conjunta, adquirir as vacinas para que a compra pudesse ter maior viabilidade. Pois, considera, assim como preveem os especialistas em saúde, que a chegada do inverno deverá agravar ainda mais a pandemia do Coronavírus. Ele parabenizou os agricultores e motoristas pela continuidade das atividades.

Antonello: O vereador Ricardo Antonello disse que vê como positiva a retomada gradativa das atividades comerciais, parcialmente liberadas nesta segunda-feira, dia 06. No entanto, reforçou a importância do uso da máscara e das demais ações de cuidado na prevenção a transmissão do Coronavírus. Voltou a comentar sobre a importância da implantação de mais UTIs com respiradores em Joaçaba. Disse ainda que recebeu ofício do senador Jorginho Mello informando que irá destinar emenda no valor de R$ 100 mil para investimentos no Hospital Universitário Santa Terezinha – HUST.

Pastori: Almir Pastori parabenizou a diretoria de Trânsito pelo trabalho de pintura em diversas vias nos bairros. Informou que aguarda relatório das atividades da secretaria de Saúde. DsTambém disse falou que está recebendo reclamações por parte dos agricultores pelo caísse que também está recebendo reclamações dos agricultores devido a paralização das atividades de apoio aos mesmos por parte da prefeitura. Parabenizou a prefeitura pela obra de construção de uma nova passarela na Ponte do Trabalhador, que se encontra em fase final.

Favretto: o vereador Sergio Favretto elogiou a secretaria de Saúde pelas atividades junto ao Centro de Triagem. Mas, ressaltou que não se deve esperar muito mais para a implantação de mais espaços para atendimentos às vítimas do Coronavírus em função do início do frio e a possibilidade do surgimento de mais casos neste período. “O contra ataque ao vírus precisa ser o mais intenso possível”, avaliou ele.

Diego. O vereador falou sobre a importância da pesquisa lançada pela Secretaria de Educação de Joaçaba que visa saber como pais e alunos aderem as tecnologias de informação. Criticou a demora a demora do governo federal em mostrar os caminhos para a liberação da renda básica aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente. “Serão R$ 600,00 mensais de extrema importância para quem mais está precisando. Ao todo serão disponibilizando praticamente 98 bilhões de reais para este programa. Precisamos que se tenha agilidade neste processo, quem sabe, a mesma agilidade que foi dada ao setor bancário que recebeu já no princípio da crise, 1,2 trilhões de reais, de forma rápida e sem grandes debates”, disse ele.

Vastres: Luiza disse as atenções do momento devem se voltar as questões relacionadas à saúde. Que causa preocupação o fato de Joaçaba não ter recebido recursos, sejam eles da esfera estadual ou municipal, para investimentos na ampliação de UTIs junto ao Hospital Santa Terezinha nem para outras ações de combate a pandemia. Que o momento é oportuno para que o Poder Executivo promova remanejamento de recursos para a secretaria de Saúde.

Dalsenter: o líder do governo André Dalsenter disse que se solidariza com os agricultores que reclamam da paralização dos serviços de apoio, por parte da prefeitura. Que também avalia que a chegada do inverno deverá agravar os problemas de saúde em função do Coronavírus e que as medidas dos governos, tanto estadual como federal, devem ser aceleradas para que atendam às demandas durante o inverno.

Fonte Câmara de Vereadores de Joaçaba