Alunos do Batucacão participam do desfile da Acadêmicos

Foto Reprodução Facebook

Há mais de 15 anos, o programa Batucacão, vinculado à Secretaria de Assistência Social, de Pato Branco, no Paraná, trabalha com as crianças mais carentes do município mesclando sempre a questão do instrumento musical com oficinas de cidadania e outras dentro da política da assistência. Quem explica é a assistente social Fernanda Merlo, da Secretaria de Assistência Social de Pato Branco.

Ela explica que a partir de 2010, o Batucação começou a ser vinculado ao programa de convivência de fortalecimento de vinculo na política do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). “Os alunos também fazem apresentações tudo previsto no Sistema Único. O programa envolve ainda a questão da socialização, da disciplina, do aprendizado, tudo isso faz parte da política de assistência social”, detalha Fernanda.

Segundo a assistente social, o público prioritário do programa são crianças e adolescentes, de 9 a 17 anos, vinculados ao Cadastro Único e muitas recebem também o Bolsa Família. “Todo ano as crianças e adolescentes se inscrevem e cerca de 50 são selecionadas para participar do Batucacão no decorrer de um ano”.

Foto Reprodução Facebook

O Batucacão parte da ideia de três eixos: da inclusão social, da questão do pertencimento e da questão do protagonismo social. “Por trabalharmos com crianças e adolescentes de área de risco de vulnerabilidade social é importante a gente fazer atividades dentro da perspectiva da convivência, então, ele traz consigo a prática da musicalização e das oficinas de cidadania, palestras, tudo com temática relacionados ao público infanto-juvenil”, explica Cleverson André Webber Constantino, mais conhecido como Mau Mau, coordenador do Batucacão. Ele acrescente que “na musicalização desenvolvemos um trabalho com os instrumentos de percussão mais direcionados a percussão da escola afro-brasileira da escola de samba. Esta foi a nossa opção visto que o mundo da percussão é muito vasto”.

Foto Reprodução Facebook

Sendo o município de Joaçaba o mais próximo com desfile de escolas de samba, as crianças e adolescentes do Batucacão tiveram a oportunidade de conhecer o universo de uma escola de samba. “O contato presencial com uma escola de samba para o intercâmbio de experiências é importante para o desenvolvimento dos alunos. Isso se aprimorou com a participação dos alunos na Bataria da agremiação. Fomos muito felizes já no primeiro ano de participação conquistar o primeiro lugar, sermos campeões do Carnaval. Foi muito gratificante”, declarou o responsável pela parte prática no projeto musical. Este ano, 25 alunos vão participar do desfile, com cerca de mais de 80% de renovação dos participantes.

Para o coordenador, participar do desfile é uma experiência singular para os alunos do Batucação. “A participação no desfile deixa um saldo positivo nos alunos, na trajetória destas crianças. Não trabalhamos só o desenvolvimento no âmbito da percussão, mas também valores, como disciplina, respeito, hierarquia, integração, socialização, para serem agregados para toda a vida profissional e pessoal”.

Este ano, a participação de Pato Branco será ampliada. Participantes de outros programas da Secretaria de Assistência Social do município paranaense vão integrar outras alas da Acadêmicos do Grande Vale que será a terceira a desfilar no sábado, dia 22.

A apuração das notas será na terça-feira, dia 25, às 15h, na Arena Carnafolia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *