Dicas de alimentação detox para equilibrar o organismo

Nutricionista explica como funciona o processo de detoxificação e indica o que comer e evitar na alimentação

Durante o período de festas é praticamente impossível resistir às tentações. Temos a disposição um mix de self-service e open bar durante muitos dias. É uma época em que muitos enfiam o pé na jaca sem pensar no amanhã. Para amenizar os excessos cometidos, a nutricionista Daniela Lasman, da Bodytech Iguatemi SP preparou dicas e sugestão de cardápio com caráter detoxificante para ajudar a amenizar os estragos causados pela comilança e bebedeira.

O processo de detoxificação é realizado pelo próprio organismo sempre que necessário com a finalidade de eliminar ou reduzir a atividade de determinadas substâncias xenobióticas, ou seja, qualquer substância química ou molécula estranha ao organismo. Exemplos: radiações, poluentes de ar, contaminantes da água, solo ou em alimentos de origem animal, aditivos de alimentos, migrantes de embalagens e metais tóxicos.

“O detox ocorre em todas as células do corpo e age principalmente no intestino e no fígado, este executa diversas funções, entre elas, a produção de bile, a sintetização e degradação de hormônios como colesterol, estrógenos, testosterona, controle do metabolismo da glicose e a realização do metabolismo de primeira passagem de nutrientes, drogas, álcool e substâncias adversas. Portanto, o papel principal deste processo é ajudar na eliminação destes elementos prejudiciais à saúde por meio de urina, fezes e suor. Desta maneira, melhora-se o equilíbrio do corpo como um todo, tornando-o inclusive mais preparado para a absorção dos nutrientes”, esclarece a nutricionista Daniela Lasman, da Bodytech Iguatemi SP.

Foto Divulgação

Confira a seguir as dicas e o cardápio elaborado pela nutricionista.

DURANTE 7 A 15 DIAS, DÊ PREFERÊNCIA PARA:

Vegetais crucíferos: couve, espinafre, brócolis, couve flor. A cocção deve ser realizada no vapor por menos de 1,5 minuto. A ideia é que é os alimentos não fiquem cozidos para não perder os nutrientes;

Chás: dente-de-leão, menta, camomila, chá verde, alecrim, capim limão. Consuma até um litro por dia;

Temperos: pimenta preta, chili, gengibre, cominho, canela, páprica, mostarda, cúrcuma, curry, sálvia, coentro. A dica é incluir sempre alguma erva fresca + 1 a 2 condimentos sugeridos. Uma ótima combinação é pimenta do reino + cúrcuma (ou açafrão da terra). Juntas, uma ativa a ação da outra e tem ótima função termogênica;

Azeite de oliva extravirgem;

Cereais integrais: arroz integral, cevadinha, quinoa, milho;

Sementes: de abóbora, de girassol, gergelim, chia, linhaça;

Raízes e tubérculos;

Carnes brancas: frango sempre que possível orgânico, peixes (de carne mais magra: Sant Peter, Pescada, Linguado, Bacalhau, Badejo, Dourado, Namorado, Linguado, Merluza, Sardinha);

Ovo de galinha caipira;

Beba água: a ingestão ideal é de 35ml/ Kg de peso/ dia.

EVITE

Açúcares, mel; Carne bovina, porco, embutidos; Farináceos: macarrão, pão, biscoito; Manteiga, margarina, maionese; Leite e derivados; Refrigerantes e sucos artificiais (caixa ou pó); Bebida alcoólica; Café; Enlatados; Evitar adoçar bebidas, mas se achar necessário dê preferência ao adoçante Stevia. Isso vale para alimentos já adoçados.  Mesmo com polióis (exemplo: Xilitol), são carboidratos altamente fermentativos.

CARDÁPIO

(ilustrativo, quantidades e opções de alimentos são individualizados de acordo com o objetivo, necessidades, preferências e aversões):

Café da manhã – Panqueca: 2 ovos caipiras + 1 banana nanica amassada + essência de baunilha ou canela à gosto + 2 colheres de sopa de farelo de aveia. Misturar todos os ingredientes e espalhar na frigideira

Lanche da manhã – 1 fruta da época, como exemplo: pêssego, figo, kiwi, ameixa, 10 cerejas, 10 lichias ou ½ pitaya

Almoço – Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + 3 ovos de galinha caipira ou 8 ovos de codorna cozidos. Guarnição: brócolis e couve flor cozidos no vapor- 4 ramos grandes, por volta de 1 xícara + 4 rodelas de beterraba ou 4 colheres de sopa de cenoura refogadas. Sobremesa: 1 kiwi (cortar ao meio e comer com colherzinha) ou cacho de uva (por volta de 12 gominhos) ou 1 mexerica

Lanche da tarde – 8 biscoitos de arroz integral pequenos ou 3 biscoitos de arroz grandes + 2 colheres de sopa cheias de homus para dividir entre os biscoitos

Jantar – Salada (à vontade): folhas + legumes + fio de azeite extravirgem + pitada de sal marinho ou sal grosso moído na hora + filé de peito de frango: 1 a 2 filés assados ou grelhados (total de 150g). Para que o peito de frango fique temperado e úmido, faça um molho com a mistura de um ácido (vinagre de maçã ou sumo de limão ou de laranja, por exemplo), um óleo (que pode ser azeite extravirgem, óleo de gergelim) e temperos de sua preferência (como manjericão, orégano, alecrim), pimenta e sal para deixar os filés marinando por pelo menos 30min (dentro da geladeira) para só depois preparar. Guarnição: vagem ou quiabo cozidos ou refogados – 4 colheres de sopa e 2 fatias de abóbora assada. Sobremesa: 1 fruta, exemplo: pêssego, figo, kiwi, ameixa, 10 cerejas, 10 lichias ou ½ pitaya.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *