Entrevista: Tuti é eleito presidente da Câmara de Joaçaba para 2020

“A oportunidade apareceu e eu agarrei”

Claudia Mota
jornalismo@raizesdiario.com.br

Foto Divulgação

A declaração é do vereador José Otávio Calliari Filho, mais conhecido como Tuti, que foi eleito, esta semana, por 5 a 4 votos, para ser o presidente da Câmara de Vereadores de Joaçaba. “Agradeço a chapa que me elegeu, principalmente por ter sido procurado. Fui uma surpresa esta presidência da Câmara. Também agradeço a chapa contrária. E peço ajuda de todos os vereadores. Acredito que o presidente da Câmara tem que ter o envolvimento com todos os vereadores, todos os projetos, conversas, informações, independente que quem está ou não na mesa diretora”, declarou Tuti, em entrevista exclusiva ao RD Comunicação.

O futuro presidente afirmou que fará o possível para ter o melhor diálogo sem envolver a parte política do ano eleitoral. “A partir de março começa a janela para a mudança de partido. Em abril, vamos entender as composições com intenções para as eleições de 2020. Sabemos que quando começar a se desenhar os cenários alguns podem dificultar o andamento do processo legislativo, travando uma pauta ou não aprovando projeto, pois um vereador ou partido seria beneficiado. Esta linha eu não quero seguir. Sabemos quando um vereador não concorda por outros interesses (políticos)”. O vereador ressalta que “Os bons projetos deveriam ser aprovados, sem precisar de contrapartida de apoio para projetos não tão bons. Infelizmente isso acontece em todas as esferas políticas. Essa é a minha expectativa, mas estou preparado para a decepção”.

Tuti tem consciência da sua responsabilidade. “Aceite o convite. Sei da responsabilidade. Sei do que terei que abrir mão durante o ano que vem. Estou aí para isso desde que coloquei o meu nome, aceitei o compromisso com todos os vereadores. Não ganhei por unanimidade. Foi 5 a 4. Mas todos os vereadores terão a mesma atenção e respeito. Esta foi a minha proposta e peço o apoio de todos para que todos os bons projetos sejam aprovados, não importa de quem seja”, adiantou.

O próximo ano, 2020, será um ano sensível por ser um ano eleitoral. Tuti acredita que ser necessário tomar cuidado para não misturar nenhum envolvimento político nos trabalhos na Câmara e é isso que ele não quer. “O que eu quero fazer e estou bastante animado para isso é ter o melhor vínculo possível de parceria com a Prefeitura, esse elo Câmara e Prefeitura. Os projetos tanto oriundos do Poder Executivo, quanto do Poder Legislativo, se a gente tiver essa parceria e um bom diálogo, teremos um bom debate e projetos aprovados o mais rápido possível”.

Existe pressa, mas o vereador garante que quer fazer tudo com o máximo de competência, com análise. “Eu mesmo tenho uma fila de bons projetos, além de alguns polêmicos. Este é o último ano. Então, alguns projetos que não consegui colocar para leitura nos anos anteriores, irei apresentar em 2020”.

Ele diz que não tem compromisso com o erro. “Se na leitura, análise, discussão, for observado algum ponto incoerente, retiramos o projeto ou fazemos as alterações necessárias, sem problema nenhum. Tem muita coisa boa que está parada ainda por divergências políticas e, às vezes, pessoais.”

Como presidente do Poder Legislativo, Tuti conta que irá focar o trabalho na Câmara de Vereadores em tempo integral. “Já organizei meus outros negócios para priorizar a atuação na Câmara de Vereadores de Joaçaba em tempo integral a partir de janeiro”.

A Câmara de Vereadores de Joaçaba é uma câmara enxuta que apresenta bons projetos e os vereadores podem fazer de 2020 um ano especial e ser referência para a região, observa o futuro presidente do legislativo.

ELEIÇÕES 2020

“Não sou candidato à reeleição. Vejo isso como vantagem para focar o trabalho na presidência da Câmara. Também sou presidente do partido Democratas (DEM) de Joaçaba. Para 2020 estou com uma responsabilidade muito grande. Mas estou disposto. Me programei agora para isso”, afirma o vereador Tuti.

Sobre uma possível candidatura à majoritária, Tuti conta que nunca gostou quando outros vereadores ou qualquer pessoa em algum cargo político dizia que “ah, eu vou pra tal”. “Penso o seguinte: trabalha bem o que você está fazendo. Eu serei presidente da Câmara. Se eu fizer um bom trabalho naturalmente vão acontecer coisas boas no futuro. Podem acontecer convites. Se você faz um bom trabalho, as pessoas vão querer o seu apoio”. Ele completou “se tiver fazendo um bom trabalho e sentir que vai somar. Por que não?”.

Foto Divulgação

O PAPEL DO VEREADOR

Para 2020, Tuti pretende se envolver mais com a imprensa justamente para divulgar o papel do vereador, ou seja, informar à população o que o vereador pode ou não fazer. “O vereador fiscaliza e cobrar da Prefeitura (Poder Executivo), das Secretarias, dos setores competentes, recebe muita cobrança das pessoas. O vereador é o elo entre a Prefeitura e a população. Só que o vereador não tem o poder de executar, de mandar fazer”, explica.

Ele exemplifica “Se tem um buraco na sua rua e você cobra do vereador, ele não tem o poder de mandar alguém da Secretaria de Obras lá tapar o buraco”. Para Tuti, “o trabalho de vereador é limitado, é frustrante, principalmente para os com perfil mais atuante, para quem gosta de atuar e para mim que já fui secretário (de Agricultura, Turismo, Inovação, Indústria e Comércio, em 2015) e tive este gostinho de poder mandar executar algumas solicitações da população”. Este também é um dos motivos pelo qual ele não é mais candidato à reeleição para vereador. “Como vereador, estou encerrando como presidente da Câmara e quero tentar com todas as possibilidades fazer um bom trabalho”.

MESA DIRETORA

Em 2020, estarão junto com o Tuti no comando do Poder Legislativo de Joaçaba: Luiz Vastres (vice-presidente), Almir Pastori (1º secretário) e Francisco Moreira Lopes (2º secretário).

SAIBA MAIS

Tuti é empresário, proprietário do Despachante Frei Bruno e da Oficina Mecânica Irati.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *