Google vai ajudar incubadoras de Luzerna

Maior empresa do mundo no setor de tecnologia da informação abraçou o projeto de Parque Tecnológico aliado à política educacional do município e vem promover intercâmbio e dar suporte empresarial às 32 startups que atuam no Parque Tecnológico. Nesta terça-feira, em São Paulo, ocorre a primeira reunião de trabalho entre a gigante da internet e a Prefeitura

Claudia Mota e Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

Moisés Diersmann, prefeitura de Luzerna – Foto Rodrigo Leitão

O prefeito Moisés Diersmann, de Luzerna, estará com uma equipe da Incubadora Tecnológica do município em São Paulo, nesta terça-feira, para a primeira reunião de trabalho com o escritório central do Google no Brasil. O encontro marca o início das atividades da gigante da internet na cidade, onde deverá ser instalada uma unidade da empresa norte-americana, que passará a dar consultoria e a orientar suportes e desempenhos das startups que já estão vendendo para o Brasil e o exterior.

“Vamos estabelecer essa parceria que é um reflexo da boa referência nacional que temos hoje na nossa cidade”, informou ao RD Comunicação o prefeito de Luzerna, Moisés Diersmann. Luzerna ultrapassou Florianópolis e já é o município brasileiro com o maior número per capta de startups por habitantes. A densidade é de uma empresa de base tecnológica por 187 habitantes. “Isso é um orgulho para uma pequena cidade de uma região que era essencialmente agrícola, não tão desenvolvida e no interior do país”, comemora o prefeito.

ORGANIZADO
De acordo com Moisés Diersmann, o feito de Luzerna se deu também por ser um pequeno município e muito bem organizado. Daí veio a transformação por meio da Educação. O ensino voltado e priorizando a tecnologia gerou um público estudantil empreendedor. “Nós copiamos o modelo de Florianópolis e por sermos uma cidade menor, conseguimos organizar melhor esta interação”, justifica Diersmann. “Tudo se deu de forma mais rápida e, por isso, conseguimos um resultado maior que o de Florianópolis que é considerada a Capital Brasileira das Startups”, explica o prefeito.

Conforme esclarece Moisés Diersmann, Florianópolis é, em números absolutos, seguida de São Paulo, a sede da maior concentração de empresas com base tecnológica no Brasil e isso fortalece o êxito de Luzerna, porque assim, duas cidades de Santa Catarina passam a se destacar no cenário nacional da tecnologia de informação. Por causa disso e com a vinda da Google, nossa Incubadora Tecnológica tende a aumentar ainda mais”, exemplifica ele.

Incubadora Tecnológica de Luzerna (ITL) – Foto Claudia Mota

EDITAL
Para elevar a participação do município neste cenário de êxito nacional no segmento tecnológico, a Prefeitura de Luzerna abriu um edital  para que novas empresas se instalem na cidade. “É uma oportunidade para qualquer jovem que queira vir para cá, qualquer empresa que queira desenvolver sua ideia de tecnologia”, informa o executivo. A previsão de atração de investimentos no segmento tecnológico com esse edital é de pelo menos mais dez novas empresas em Luzerna ainda este ano, segundo o prefeito.

“Hoje temos 32 negócios operando, inclusive vendendo para fora do estado e até para o exterior. Mediante esses indicadores que são um fato, mostrando que temos um programa de educação que deu certo, e que alimenta este processo, agora começamos a colher os frutos”, justifica Moisés Diersmann sobre as parcerias com grandes corporações como esta com a Google.

ORÁCULO
“Brincamos que o Google é o nosso oráculo, mas na verdade, são essas marcas gigantes que precisam estar interagindo com projetos como os nossos, empresas de internet, whatsapp, etc”, pondera o prefeito. “Vamos buscar as grandes empresas que dominam toda essa tecnologia de comunicação, de interação entre as pessoas”, diz Moisés Diersmann. Segundo ele, neste momento a porta se abriu com a Google, mas como as grandes empresas do segmento, como Intel, estão interligadas, nada impede que novos contratos sejam fechados. “Quando se conecta um parceiro, isso atrai outros, mas no momento o foco é com a Google. O que os atraiu para Luzerna foi a base tecnológica, porque eles também querem atrais outras parcerias”.

Moisés Diersmann disse que é gratificante quando o poder público recebe o interesse da iniciativa privada em participar dos programas executados. “Essa reunião de trabalho desta terça-feira vai definir os formatos da parceria, se será aberto um escritório, uma presença de suporte, um elo de interação”, explica o prefeito. Segundo ele, a pretensão inicial é a conexão do Google com o programa educacional do município, que já foi, inclusive, apresentado como modelo para o país ao ministro da Educação, em Brasília, em maio passado.

INTERESSES
A Prefeitura de Luzerna estabeleceu dois interesses prioritários nesta parceria, segundo Moisés Diersmann. “Nosso interesse inicial é uma parceria com o programa Google For Education, que visa levar tecnologias para a sala de aula”, diz ele, “e o segundo é incluí-los no processo final, nas startups, atuando nas incubadoras e no Parque Tecnológico, fazendo com que as empresas se desenvolvam ainda mais”, finaliza o prefeito de Luzerna.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *