CASA E DECOR: Inovações na construção civil que você precisa conhecer

Novas técnicas e tecnologias ajudam a ganhar qualidade e rapidez nas construções e, por outro lado, reduzir custos. Para manter a competitividade, é preciso ficar de olho em tudo que diz respeito à inovação na construção civil, porque aquilo que era utilizado poucos anos atrás pode rapidamente se tornar inviável comercialmente.

IMPRESSÃO 3D
O uso de impressão 3D na construção civil já está presente em países como China e Estados Unidos. A tecnologia pode eliminar o desperdício de materiais nos canteiros de obra, aumentar a segurança do trabalhador e diminuir o tempo de construção. O custo da obra chega a ser dez vezes menor.

A InovaHouse 3D, uma startup montada por estudantes da Universidade de Brasília, é uma das que está apostando nessa inovação na construção civil. O grupo diz que é possível construir casas de 50 m² por menos de R$ 30 mil. Já a Urban 3D, também brasileira, aposta em materiais sustentáveis. O primeiro produto desenvolvido por eles é um novo tipo de concreto feito de compostos recicláveis, que mantém as propriedades estruturais e custa cerca de 30% mais barato.

Na China, onde a tecnologia já está bem avançada, uma empresa do setor garante que constrói dez casas em apenas 24 horas usando impressão 3D.

SENSORES VESTÍVEIS
Mal acabou de chegar e a tecnologia vestível já está rendendo inovação na construção civil. Nos Estados Unidos, as companhias colocam sensores inteligentes nas roupas dos trabalhadores para obter ganhos em segurança. Nos capacetes, por exemplo, os sensores avisam se houve algum impacto. Já relógios de pulso monitoram a temperatura corporal e evitam exaustão térmica. Pelos arreios, é feito o controle do número de pessoas numa estrutura para que seja emitido um alerta em caso de queda súbita.

GESTÃO MÓVEL DE PROJETOS
Cerca de 80% das atividades de uma empresa de construção civil ocorrem no canteiro de obras, mas as decisões são tomadas no escritório, por isso a comunicação é fundamental para o sucesso nos projetos. No entanto, engenheiros e mestres de obras perdem muito tempo com e-mails, telefonemas e conversas de WhatsApp para identificar problemas e acompanhar a solução.

O Construct App é uma plataforma de gestão de projetos que ajuda empresas da construção civil a economizar tempo e dinheiro. Seja no computador ou smartphone, é possível resolver pendências em tempo real, distribuir e acompanhar atividades, tomar decisões importantes e gerir as equipes no canteiro de obras.

Através do Construct, as empresas do setor de Construção, Engenharia e até Arquitetura realizam atividades como relatório fotográfico, RDO, vistorias em obras e imóveis, geração e envio de relatórios e, é claro, a gestão de todos os serviços e atividades necessárias para a conclusão das obras com qualidade e dentro do prazo. A construtora Tecnisa, uma das maiores do Brasil, utiliza o app há mais de um ano – dentre outras melhorias, a empresa conseguiu otimizar em 5 horas o seu fluxo semanal de trabalho junto aos funcionários.

CONTRAPISO AUTONIVELANTE
Estudado desde 2008, o contrapiso autonivelante, também chamado de autoadensável ou autoescoante, é ainda relativamente novo no Brasil. O material possui fluidez elevada quando comparado às argamassas convencionais. Seu uso acelera em cerca de 50% a execução do piso por pavimento e minimiza o estoque de agregados no canteiro, o que o torna mais funcional. Neste exemplo, o uso do autonivelante custou 10,31% a mais, mas levou apenas metade de um dia para a execução de uma laje de 450 m². No sistema convencional, o mesmo serviço teria demorado sete dias.

BIOCONCRETO
Desenvolvido por um grupo de pesquisadores da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, o bioconcreto é um material capaz de regenerar suas próprias rachaduras. Parece mágica, mas a resposta está na natureza. A superbactéria Bacillus pseudofirmus é adicionada à mistura de concreto e só fica ativa quando entra em contato com água e oxigênio.

Quando as fissuras do concreto começam a surgir, as bactérias eclodem, se alimentam de lactato e, através de reações químicas, o calcário é formado e a estrutura começa a se regenerar. Ficou curioso? Entenda melhor neste post como funciona o bioconcreto.

GESTÃO SUSTENTÁVEL DE ÁGUA
A crise hídrica que afetou diversas partes do Brasil mostra que é necessário se precaver. Mais que uma única inovação na construção civil, trata-se de um planejamento estrutural para que a obra seja toda pensada para reduzir o consumo de água.

A instalação de válvulas que diminuem a pressão da água no edifício, restritores de vazão nas torneiras e sistemas para aproveitamento da chuva são algumas das possibilidades. Vasos sanitários com duas opções de descarga e mictórios sem uso de água também ajudam.

Os ganhos podem ser de até 75% nas torneiras, de 80% nos vasos sanitários e 59% com a reutilização de água. O prédio do Sinduscon, na Bahia, utilizou a gestão sustentável de água na construção de sua nova sede. Veja os resultados.

RASTREAMENTO DE FERRAMENTAS
Muito comuns em lojas e supermercados, os leitores de código de barras ajudam a ter controle absoluto sobre as ferramentas no canteiro de obras. O desvio delas podem custar milhões às companhias e, além disso, causam acidentes se deixadas em locais impróprios.

Cada ferramenta recebe um código de barras, que deve ser posicionado no leitor no começo e no fim do dia. Assim, o inventário eletrônico é mantido sempre atualizado e pode ser acessado a qualquer momento pelo administrador.

DRONES
O uso de drones já é comum em diversas áreas e agora também como uma inovação na construção civil. Principalmente para monitorar canteiros de obras em áreas remotas ou altamente congestionadas.

Com o uso de drones, é possível fazer mapeamento em 3D e avaliações do canteiro em tempo real? Os robôs automaticamente convertem os vídeos gravados em relatórios para os administradores. Desta maneira, possíveis riscos e atrasos são monitorados a todo instante.

ALUMÍNIO TRANSPARENTE
Apesar de parecer um vidro frágil, o alumínio transparente é quase tão forte quanto o aço. Produzido a partir de um composto de Alumínio, Oxigênio e Nitrogênio (ALON) e criada através da tecnologia laser, o material futurista pode ter aplicações infinitas, como a fabricação de janelas blindadas para veículos espaciais e submarinos, lentes para câmeras de alto impacto e, é claro, em projetos de construção civil.

Atualmente, a única fabricante do ALON no mundo é a empresa Surmet e os custos de produção são altos – o que faz com que o preço do material ainda seja inacessível para a maioria das indústrias.

CONDUÇÃO AUTÔNOMA
Produzidos pela americana Royal Truck & Equipment, os caminhões autônomos ATMA visam reduzir o número de acidentes com trabalhadores da construção civil, principalmente em obras de infraestrutura e em rodovias.

A operação do ATMA é realizada em uma configuração chamada Líder/Seguidor para replicar a operação no mundo real. A configuração inclui um veículo Líder de condução humana, seguido por um veículo  ATMA não tripulado (Seguidor). O veículo traça sua rota e define a velocidade ideal a partir de dados GPS recebidos do veículo Líder, e ainda conta com um acessório de absorção de impacto na parte traseira, reduzindo danos de acidentes que ocorrem com frequência.

Os caminhões ATMA  já estão em operação obras rodoviárias em zonas específicas da Flórida, no Colorado (EUA).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *