Brasil faz melhor Pan da história

Equipes brasileiras conquistam 171 medalhas nos jogos realizados em Lima, no Peru, resultado inédito em 56 anos. Brasileiros só ficaram atrás dos Estados Unidos, e à frente do México e Canadá

O Brasil conquistou um lugar de honra nos Jogos Pan-Americanos realizados em Lima, no Peru, que terminaram neste domingo. As equipes brasileiras conquistaram 171 medalhas, sendo 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze, na melhor campanha dos últimos 56 anos. Os Estados Unidos triunfaram na competição, com 120 medalhas de ouro. Sem surpresas, neste caso, uma vez que os americanos mantiveram a liderança nos Pan-Americanos em 16 das 18 edições da competição.

O México ficou em terceiro lugar com 37 medalhas de ouro, à frente do Canadá que teve 35 ouros. Cuba veio em seguida, com 33 medalhas de ouro.

O Brasil se destacou em várias modalidades em que já tem tradição, como a natação, o judô e o handebol feminino, e surpreendeu em outras  como o badminton, em que o país conquistou ouro por primeira vez, assim como no taekwondo feminino.  Guilherme Costa foi um dos que conquistou ouro nos 1.500m da natação, assim como o quarteto Breno Correia, Marcelo Chierighini, Bruno Fratus e Pedro Spajari no revezamento 4 X 100 metros. Já Ygor Coelho brilhou ao conquistar a primeira medalha brasileira na história no badminton. Como relata o jornal esportivo Lance, Ygor venceu o canadense Brian Yang, favorito na modalidade, na final por 2 jogos a 0.

Coube a Milena Titoneli o primeiro ouro do Brasil na conquista de maior destaque da equipe de taekwondo do Brasil na categoria até 67 quilos. Milena derrotou a norte-americana Paige Pherson por 9 a 7 no último dia 29. A vitória transformou Milena na primeira mulher brasileira campeã do taekwondo nos Pan-Americanos. Já a judoca Rafaela Silva, que emocionou o Brasil nos Jogos Olímpicos do Rio em 2016, voltou a brilhar no Pan, com ouro na categoria até 57 quilos. É o terceiro Pan de Silva, que já ganhara prata e bronze nas edições anteriores.

Ao todo, foram 19 dias de jogos Pan-Americanos que desafiaram o frio e a umidade peruana. Nesse tempo, o Brasil mostrou dominância em algumas modalidades, surpreendeu em outras e também viu medalhas que pareciam quase certas escaparem. Superação e aprendizado caminham juntos em qualquer competição esportiva. Da frustração do ginasta Arthur Zanetti, prata nas argolas, a ouros inéditos no badminton, boxe feminino e taekwondo feminino, o Brasil escreveu sua história em Lima.

Confira o ranking de 2019

País                                Ouro   Prata  Bronze   Total

  1. EUA                               120       88       85          293
  2. Brasil                               55       45       71          171
  3. México                            37       36       63          136
  4. Canadá                           35       64       53          152
  5. Cuba                               33       27       38            98
  6. Argentina                        32       35       34          101
  7. Colômbia                        28       23       33            84
  8. Chile                               13       19       18            50
  9. Peru                                11         7       21            39
  10. R. Dominicana                10       13       17            40
  11. Equador                          10         7       14            31
  12. Venezuela                         9       15       19            43
  13. Jamaica                             6         6         7            19
  14. Porto Rico                         5         5       14            24
  15. El Salvador                        3         0         1              4
  16. Uruguai                             1         4         4              9
  17. Paraguai                            1         3         1              5
  18. Bolívia                               1          2         2             5

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *