Tite perde poderes na seleção

Ignorado no anúncio do novo coordenador, o ex-jogador Juninho Paulista, escolhido sem consulta ao treinador, o técnico campeão da Copa América fica isolado no comando do projeto de renovação. Juninho gravou um depoimento para o site da CBF, na qual enaltece o trabalho de seu antecessor no cargo, Edu Gaspar, sem, no entanto, citar o nome de Tite. O presidente da entidade, Rogério Caboclo, também fez o mesmo: elogiou Edu e ignorou o atual treinador ao falar da mudança.

Embora tenha apreço por Juninho Paulista, Tite hesitou ultimamente em confirmar sua permanência na Seleção. Nos bastidores da confederação ficou claro que ele queria definir quem seria o substituto de Edu Gaspar, que chegou por seu intermédio à Seleção em junho de 2016.

No texto publicado pelo site da CBF na noite dessa segunda (8), que trata de encontro entre Edu, Caboclo e Juninho, sem a presença de Tite, não há nenhuma referência ao técnico. Nem mesmo na longa declaração do presidente da entidade:

“Edu construiu uma história dentro da CBF, ajudou a elaborar uma metodologia de trabalho e deixa o nome entre os vitoriosos. Faço questão de registrar nosso agradecimento. Juninho também representa o futebol brasileiro que levanta troféus. É um vencedor dentro e fora de campo, com uma sólida carreira como dirigente. Nesses primeiros meses de CBF demonstrou que acertamos na escolha. Ele fazia um grande trabalho na Diretoria de Desenvolvimento. Por isso, foi uma decisão difícil. Mas temos certeza que exercerá a nova função com muito sucesso.”

A publicação faz outras menções a Edu e praticamente o exalta como o grande responsável pela conquista da Copa América. Mais uma vez, Tite não é lembrado: “Na despedida da Seleção Brasileira, Edu liderou o planejamento e cuidou de todos os passos do projeto que resultou no título da Copa América 2019, troféu que não conquistávamos há 12 anos.”

Por fim, Juninho, que vinha ocupando o cargo citado acima, de diretor de Desenvolvimento do Futebol da CBF, agradece pela escolha sem mencionar Tite: “Com uma felicidade muito grande que recebi esse convite. Agradeço à confiança do Presidente Rogério Caboclo, é uma responsabilidade muito grande, nós sabemos o peso da camisa amarelinha. O Edu fez um excelente trabalho juntamente com toda a comissão, vamos dar sequência a esse planejamento e trabalho que estão sendo feitos, e buscando novas conquistas.”

Tite havia dito no domingo, após a conquista da Copa América, que poderia não permanecer no cargo caso o coordenador fosse escolhido sem sua anuência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *