Raízes Goumert: Povo comedor de camarão

Em todo o Nordeste há um padrão de comida regional, mas o Rio Grande do Norte dividiu bem essa culinária. Você tem os frutos do mar e a comida da terra. E é dos frutos do mar que vem o nome daquela gente. Quem nasce no Rio Grande do Norte é chamado de “potiguar”, que era o nome dado pelos índios ao comedor de camarão! Então, é óbvio que a comida de frutos do mar mais típica do Rio Grande do Norte não podia se outra.

Rodrigo Leitão
De Brasília

Foto Divulgação

No cardápio potiguar tem camarão feito de todos os tipos, mas como o litoral do Rio Grande do Norte é rico na produção de caranguejos e lagostas, esses dois frutos do mar também são muito consumidos. Dos frutos da terra saem pratos como baião-de-dois, carne de sol (especialmente a batida com nata), carne de sol com queijo coalho e manteiga de garrafa. Isso sem falar no arrumadinho de charque. Mas existe um clássico que se espalhou por todo o Nordeste: a paçoca. Mas não é aquele doce de amendoim que a gente conhece por aqui não.

A paçoca de Natal é uma farofa feita de pedaços de carne de sol desfiada e farinha de mandioca. Aí eles misturam também cebola, alho e outros temperos típicos. Eu lembro de quando era garoto e um amigo do meu pai que era de lá trazia muita paçoca. Era engarrafada e eu achava muito engraçado você ter farofa em garrafa. Mas era uma delícia! Aliás, a carne de sol é tão fundamental no cardápio do potiguar quanto é a carne de porco para o sarapatel dos baianos e a de bode, na buchada dos piauienses.

Os restaurantes de comida regional nordestina aqui do DF servem paçoca, que geralmente vem à mesa como acompanhante de um prato chamado de carne de sol completa. Esse prato vem ainda com feijão verde, macaxeira, que é a mandioca, e manteiga do sertão ou manteiga de garrafa, que é aquela manteiga líquida. E se você quiser sobremesa, experimente o melão laranja, que tem a maior produção nacional lá no Rio Grande do Norte. Aliás, a terra potiguar também é muito boa para cajá, umbu e manga.

Quem quiser pesquisar a rica gastronomia potiguar, tem um livro da coleção Cozinha Regional Brasileira que trata só da culinária do Rio Grande do Norte! Experimente a receita de camarão potiguar com arroz de caranguejo.

FAÇA EM CASA

Camarão potiguar (serve 2 pessoas)

Foto Divulgação

INGREDIENTES

Para o caldo de camarão:

– 2 colheres (sopa) de azeite

– 500g de cabeças de camarão

– 1/ 4 de xícara (chá) de cebola

– 1/ 4 de xícara (chá) de cenoura

– 1 cabeça de alho

– 1/ 4 de xícara (chá) de alho-poró picado

– 1/ 4 de xícara (chá) de tomate picado

– 2 folhas de louro

– 1 xícara (chá) vinho branco seco

– Sal a gosto

Para o camarão:

– 380g de camarões limpos

– Sal a gosto

– Pimenta-do-reino a gosto

– 2 colheres (sopa) de azeite-de-dendê

– 1/ 4 de xícara (chá) de cebola

– 1 cabeça de alho picada

– 1/ 4 de xícara (chá) de pimentão verde em tiras

– 1/ 4 de xícara (chá) de tomate picado

– 1/ 3 de xícara (chá) de leite de coco fresco

Para o arroz de caranguejo:

– 1 colher (sopa) de azeite

– 1 colher (sopa) de tomate cortado em cubos

– 1 colher (sopa) de cebola

– 1/ 2 dente de alho picado

– 1/ 2 xícara (chá) de carne de caranguejo

– 1/ 2 xícara (chá) de leite de coco

– 2 xícaras (chá) de arroz cozido

MODO DE PREPARO 

Comece pelo caldo de camarão. Aqueça o azeite em uma panela grande e refogue as cabeças de camarão por 5 minutos. Retire as cabeças e reserve. Adicione os legumes, o alho, o alho-poró e as folhas de louro e refogue por mais 5 minutos. Coloque novamente as cabeças de camarão na panela, acrescente o vinho e cozinhe até que o volume se reduza pela metade. Acerte o sal e cubra com água, deixando cozinhar em fogo médio por 30 minutos. Coe e reserve. Para o camarão, tempere os camarões com o sal e a pimenta. Em uma frigideira, aqueça o azeite-de-dendê e refogue os camarões e os legumes por 3 minutos. Acrescente o caldo de camarão e o leite de coco e deixe cozinhar por 3 minutos. Acerte o sal, retire do fogo e reserve. Para o arroz de caranguejo, aqueça o azeite em uma panela e refogue o tomate, a cebola e o alho por 2 minutos. Acrescente a carne de caranguejo e o leite de coco e deixe cozinhar até que o leite evapore. Misture ao arroz já cozido e reserve. Sirva os camarões com o arroz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *