VW UP! passa a ser vendido em três versões

 Com preço a partir de R$ 49.590, a linha 2020 chega ao mercado nas opções MPI, Connect e Xtreme, com pequenas diferenças no visual e na lista de equipamentos

A Volkswagen resolveu fazer alterações na linha 2020 do subcompacto UP!, que passa a ser vendido somente nas versões MPI, equipada com motor 1.0 de até 82cv, Connect e Xtreme, ambas com o motor 170 TSI de até 105cv. A mudança faz parte da estratégia da VW de reduzir o número de versões dos seus modelos, como já foi feito com o Fox e Polo.

Desde o lançamento há cinco anos, foram produzidas 300 mil unidades do VW UP!, subcompacto que chegou ao mercado brasileiro trazendo como destaques a segurança e baixo consumo de combustível. Mas tinha um ponto desfavorável: o preço. Sempre foi considerado caro pelo que oferece. Prova disso é que em 2018 encerrou o ano com 20.563 unidades emplacadas, ficando muito atrás do Renault Kwid (67.320) e Fiat Mobi (49.491), seus principais concorrentes. O fraco desempenho no mercado levantou a hipótese de que a produção do UP! seria descontinuada em 2021, informação confirmada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté (SP). Na Europa, o fim da linha UP! já é dado como certo.

Mas, apesar dos baixos volumes de vendas, a VW quer insistir um pouco mais com o subcompacto e anunciou a chegada da linha 2020 do modelo, que será vendida em apenas três versões: MPI, por R$ 49.590; Connect, R$ 54.890; e Xtreme, R$ 56.890.

DIFERENÇAS
Para perceber as diferenças entre as versões é preciso ficar bem atento. O UP! MPI tem maçanetas e retrovisores pintados na cor da carroceria, além de faróis com máscara escurecida, que passam a ser disponibilizados de série em todas as versões. O UP! Connect deixa de ser série especial e vira versão, trazendo novas rodas de liga leve de 15 polegadas calçadas com pneus 185/60 R15, além de faixa lateral alusiva à versão. A versão topo de linha do subcompacto passa a ser a Xtreme, equipada com retrovisores na cor preta, rack de teto em chrome effect, roda de liga leve de 15 polegadas diamantada com detalhes em preto brilhante e adesivo alusivo à versão nas laterais.

As três versões têm pacote fechado e não trazem lista de opcionais. Todas são disponibilizadas apenas em carroceria de quatro portas e trazem de série ar-condicionado, direção com assistência elétrica, luz de condução diurna, volante multifuncional, computador de bordo, chave tipo canivete com controle remoto, travamento, vidros dianteiros e retrovisores (com recursos tilt down do lado direito) elétricos e sistema de som com suporte para smartphone no painel.

O modelo traz ainda pneus de baixa resistência ao rolamento nas medidas 175/70 R14, banco do motorista com regulagem de altura, alerta sonoro dos faróis acesos, ajuste de altura do volante e uma entrada USB. A versão Connect adiciona ainda iluminação ambiente no painel, faróis de neblina e sistema de som Composition Phone com conexão por Bluetooth e função de leitura de dados pela porta USB do suporte para celular. O UP! Xtreme acrescenta os sensores de estacionamento traseiros. As cores disponibilizadas são: preto ninja, branco cristal e vermelho flash (sólidas), e as metálicas prata sírius e cinza platinum.

MOTORES
Um dos destaques do VW UP! é, sem dúvida, o motor 1.0 TSI Total Flex, que chama a atenção pelo desempenho e baixo consumo de combustível, Com injeção direta e turbocompressor, o três-cilindros de 999cm³ desenvolve potências de 101cv (gasolina) e 105cv (etanol). O torque máximo é de 16,8kgfm (g/e), disponível a partir de 1.500rpm. Com esse propulsor, o UP! acelera até 100km/h em 9,4 segundos, com máxima de 183km/h, ambos com etanol no tanque. Com gasolina, acelera até 100km/h em 9,6 segundos, com máxima de 181km/h.

Já o motor EA211 1.0l R3, aspirado, desenvolve 82cv com etanol e 75cv com gasolina. O torque máximo é de 10,4kgfm (e) e 9,7kgfm (g). Com ele, o UP! MPI leva 12,9 segundos até 100 km/h e atinge 162km/h de máxima, com etanol. Se abastecido com gasolina, o UP! MPI acelera até 100km/h em 13,1segundos e tem máxima de 161km/h. Para fazer parceria com os dois motores a VW disponibiliza apenas o câmbio manual de cinco marchas, já que o automatizado I-Motion não é mais oferecido no modelo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *