Parque terá manutenção periódica e novos equipamentos sempre que houver demanda


Prefeito informa que o Parque Central de Joaçaba Ivan Oreste Bonato está em constante mudança e que novos equipamentos e melhorias serão empreendidos sempre que houver necessidade

Claudia Mota e Rodrigo Leitão
jornalismo@raizsdiario.com.br

Sempre que houver necessidade, haverá melhorias no Parque. A afirmação foi feita pelo prefeito Dioclésio Raginini ao RD Comunicação ao ser questionado sobre uma falha no circuito de caminhada e ciclovia no Parque. Alguns frequentadores diários, que ajudam a lotar as pistas de cooper e ciclismo, diariamente, a partir das 17h, reclamam da falta de sinalização informando a metragem das pistas. A estudante Suelen Etger, comparou a pista com de outras cidades onde ela pratica corrida e notou a ausência da marcação. “Não tem aquela numerária pintada no chão ou em placa lateral à pista, informando quantos metros estão sendo percorridos”.

Já Ademir Giusti, disse que gostaria de correr e ver a marcação. “Podia ter ali 100 metros, 200 metros, etc.”, ponderou. Segundo o prefeito Dioclésio Ragnini, a cada arco erguido na pista de cooper e caminhada, percorre-se 100 metros. Questionado pela reportagem sobre por que, então, não usar estes arcos com as informações, ele respondeu: “Podemos fazer isso, vamos anotar.”

As pistas de bicicleta e pedestres no Parque Central de Joaçaba têm 500 mestros de distância se percorridas inteiras, desde a entrada e de volta a ela. Com isso, em uma hora, é possível percorrer cerca de cinco quilômetros a pé, ou oito correndo e o mesmo tanto em cima de uma bike.

O prefeito garantiu que vai ficar atento e pediu a assessoria que veja como oferecer mais informações aos frequentadores. “Plantamos várias árvores que formarão uma alameda e que darão sombreamento aos praticantes. Todas elas já estão identidicadas,”, concluiu o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *