RealizAção por Isabela Mitterer

A VANTAGEM COMPETITIVA DE UM CÉREBRO EQUILIBRADO

Foram-se os tempos em que olhávamos para o ser humano de maneira isolada. Somos seres integrados, bio|psico|sociais|espirituais. Isso quer dizer que quando uma coisa está bem, outras coisas também ficam bem, e o que não está bem leva outras coisas a não ficarem bem. Tudo parte do nosso cérebro: ele é o órgão mais sofisticado do nosso organismo e comanda o funcionamento de todo o resto – órgãos, respostas involuntárias e voluntárias, comportamentos, sistemas de crenças, pensamentos, atenção, memória, concentração… tudo o que somos e fazemos parte do nosso cérebro. Quando as pessoas desdenham das “coisas da cabeça”, querendo referir-se às questões não visíveis e não comprováveis pelas quais passamos, mal sabem eles o quão certos estão.

Pesquisas recentes têm demonstrado que a felicidade e a RealizAção são estados emocionais possíveis e desejáveis, iniciando um ciclo de bons resultados, apresentando inclusive técnicas para estimulá-las e praticá-las. Usar os óculos cor-de-rosa nunca foi tão vantajoso.

Pessoas que se mostram mais felizes e se autoproclamam positivas demonstram alterações na bioquímica cerebral: em situações de estresse e ansiedade, funcionamos com excesso de cortisol e outros hormônios no organismo, nos preparando para lutar ou fugir dos nossos perigos reais e “imaginários”. Essa reação, quando recorrente a médio e longo prazos, pode afetar nosso sistema imunológico e fazer com que desenvolvamos problemas cardíacos, distúrbios do sono, depressão, problemas digestivos, obesidade, dificuldades de memória, e pode contribuir no surgimento ou piora de quadros de diabetes e hipertensão.

Já em situações de satisfação e bem-estar, pesquisas tem demonstrado que a produção de dopamina, serotonina, ocitocina e endorfina causa expansão da criatividade, do raciocínio, das possibilidades de solução de problemas e até a melhora da atuação do córtex visual: vemos melhor e processamos melhor a informação – e assim ficamos mais atentos ao momento presente…

Não por menos, pessoas mais felizes tem vantagens competitivas em relação as mais pessimistas, já demonstradas cientificamente de variadas formas: elas ficam menos doentes, vivem mais, faltam menos ao trabalho, tem menos problemas cardíacos, aprendem mais com os desafios da vida, tem negócios mais prósperos, tem relações mais saudáveis, são mais assertivas.

Médicos que fazem diagnósticos com um estado de espírito positivo demonstram quase três vezes mais inteligência e criatividade e chegam a diagnósticos precisos 19% mais rápido. Vendedores otimistas fecham 56% mais vendas que os pessimistas. Estudantes preparados para se sentirem felizes antes de um teste de matemática apresentaram um desempenho muito melhor que seus colegas.

E aí, como anda seu nível de satisfação e felicidade, de 0 a 10? Tem usado ferramentas para aumentá-lo?

Isabela Mitterer Berkembrock
Psicóloga CRP 12/10872
Life Coach
Mestra em Educação
Especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho
Idealizadora do Programa RealizAção
E-mail: isamitterer@hotmail.com
Telefone: (49) 98437-9064

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *