Celesc alerta sobre fraudes para reduzir consumo de eletricidade

A Centrais Elétricas Catarinense (Celesc) recebeu denúncias, de moradores do interior de Erval Velho, a respeito de um suposto técnico que estaria oferecendo serviços para diminuir a conta de energia elétrica dos consumidores. Sílvia Pozzobon, gerente Regional da Celesc em Joaçaba, ressalta que esta prática é uma fraude e configura um furto de energia elétrica. Ela orienta para que os consumidores fiquem atentos e denunciem caso alguém ofereça algum tipo de redução milagrosa de consumo que não existe e pode ser descoberto quando ocorrer alguma fiscalização gerando desconforto e dor de cabeça ao consumidor. “Essa alteração pode ser configurada como fraude que acontece quando o consumidor rompe os lacres da sua medição e manipula o consumo do seu relógio de energia com o objetivo de reduzi-lo ou não”, explica.

A fraude é crime previsto no Código Penal no artigo 171 (estelionato), a pena para este crime é de um a quatro anos de reclusão. Também são cobrados os valores retroativos referente ao período fraudado acrescidos de multa. Quando a fraude for descoberta, o responsável pode ter o seu fornecimento de energia suspenso. Mesmo que não tenha sido o fraudador do relógio de energia, o consumidor pode ser responsabilizado. Perante a lei, cada um (titular da conta de luz), deve cuidar do seu relógio, não permitindo que ele seja adulterado por qualquer outra pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *