Moradores dizem que prefeitura abandonou Bairro Boa Vista

Calçada inacabada, falta de segurança para carros e pedestres na descida da Gruta, Ginásio de Esportes precisando de reforma e academia de ginástica ao ar livre impedida de funcionar são algumas das queixas no Bairro 

Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiario.com.br

A situação é de alerta no Bairro Boa Vista. Moradores e trabalhadores que sobem a pé a Rua Rodrigues Maia, onde está localizada a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, tentando acessar as empresas da parte alta do bairro, correm risco diário de serem atropelados, já que a calçada alcança somente até à capelinha (obra custeada pela família Pegoraro). Dali pra frente, de um lado e do outro, o passante tem de dividir com carros e motos a pista estreita e sem acostamento. Essa é apenas uma das várias denúncias de descaso da Prefeitura de Joaçaba com o Bairro, feitas pela Associação de Moradores.

De acordo com o representante comercial Jean Francis Corrêa, presidente da Associação de Moradores do Bairro Boa Vista, basta uma “calçada de um metro” para evitar riscos à comunidade.

SOLICITAÇÃO
Segundo o líder comunitário, o vereador Ricardo Antonello já fez uma solicitação à Prefeitura de Joaçaba, mas não foi atendido. Este pedido formal foi encaminhado ao Executivo pelo parlamentar no início de 2017, segundo informou a Assessoria do vereador. De lá pra cá, Ricardo Antonello já fez inúmeras outras cobranças sobre este encaminhamento, sempre da Tribuna da Câmara Municipal de Joaçaba.

GUARD RAIL
Outro problema apontado por Jean Corrêa, na mesma rua, é a falta de uma proteção na curva subsequente à “casa do Seu Pedrinho.” Segundo o líder comunitário, houve um acidente no local, o guard rail da casa do Sr. Pedrinho até hoje não foi consertado.

ACADEMIA
A Associação também reclama de um prejuízo superior a R$ 6,8 mil. O gasto teria sido para a implementação de uma academia ao ar livre solicitada ao Estado pela vereadora Disnéia De Marco. Segundo os moradores, a instalação foi impedida pela Prefeitura, que alegou só permitir este tipo de equipamento funcionando em terreno municipal. “Mas a área é da Prefeitura, inclusive o Ginásio de Esportes do bairro está em terreno da prefeitura em comodato para a Associação de Moradores e a Academia estava neste terreno”, explica o presidente.

Segundo a vereadora Disnéia De Marco, foi solicitado o recurso junto ao deputado estadual João Amim (PP) para a implantação de três academias, uma no bairro Boa Vista, outra no Flor da Serra e a terceira no bairro Armindo de Medeiros. Ela informou ao Raízes Diário que intermediou a solicitação e que era necessária a elaboração de um projeto. Segundo a vereadora, a Prefeitura alegou que o terreno não era apropriado, pois não pertencia ao município. Disnéia De Marco explica que não obteve resposta da Prefeitura sobre um projeto adequado para o impasse e afirmou que o deputado vai manter a destinação de verba. “Porém, é ano eleitoral e todos esses projetos ficam suspensos”, esclareceu a vereadora.

GINÁSIO DE ESPORTES
Outra reclamação é que o Ginásio de Esportes estava caindo e a Associação se mobilizou para custear uma reforma, que custou R$ 88 mil. “A prefeitura nunca ajudou com nada, nunca deu um rolo de papel higiênico para o banheiro”. Quem ajuda são os empresários do bairro, afirma o líder comunitário. Jean Corrêa reclama do descaso com as solicitações e alerta sobre a urgência do calçamento na subida da Gruta: “Só vão fazer alguma coisa quando algum trabalhador ou pedestre for atropelado.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *