Joaçaba participa do Feirão do Imposto

Dia “D” do evento, que busca mais eficiência no uso dos recursos públicos, será neste sábado, 19 de maio, nas praças centrais da cidade e em Herval D’Oeste e Luzerna

Em Santa Catarina, 52 cidades participam do Feirão do Imposto de 2018. Estão previstas mais de 130 atividades para marcar o evento, que reivindica mais eficiência no uso dos recursos públicos. O slogan é “Pague 2 Leve 1?”. O dia ‘D’ será neste sábado (19).

Para Joaçaba, Herval d’Oeste e Luzerna, sob coordenação do Núcleo Jovem Empreendedor (NJE) da Acioc, estão agendadas mobilizações nas praças centrais dos municípios. Também serão distribuídos materiais de divulgação do feirão nas três cidades e estão previstas participações em diferentes programas de rádio, bem como a divulgação do feirão em outros veículos de comunicação ao longo da semana de 14 a 19 de maio.

De acordo com Tânia Patzlaff, membro do NJE e coordenadora do Feirão do Imposto na edição de 2018, a mobilização é relevante e acontece em todo o Brasil. “O movimento Feirão do Imposto, além de Joaçaba, acontecerá em mais 51 cidades de Santa Catarina e em vários outros estados brasileiros. Isso demonstra a importância de debatermos um assunto tão relevante para a nossa sociedade”, explicou.

Para a região, a programação de mobilização contra a excessiva carga tributária brasileira continua com uma agenda no dia 7 de junho, uma quinta-feira, no Auditório Afonso Dresch, da Unoesc Joaçaba. Nesta programação, com entrada franca, haverá um bate papo com os prefeitos Dioclésio Ragnini (Joaçaba), Américo Lorini (Herval D’Oeste) e Moisés Diersmann (Luzerna) e Dreone Mendes, coordenador do Núcleo de Profissionais da Área Contábil da ACIOC. O debate será sobre o impacto de tributos não repassados e como isso impacta na gestão dos municípios, bem como inviabiliza a conclusão ou início de obras na nossa região.

“Até o momento, pagamos cerca de R$ 900 bilhões em impostos e sabemos que apenas um percentual deste montante volta para os municípios. Neste sentido, queremos conscientizar as pessoas sobre tributos nao repassados esse fato que provocam uma desestruturação orçamentária nos municípios”, diagnostica Tânia Patzlaff.

ORIGEM

A mobilização surgiu em 2002 em Joinville, no Norte catarinense, e foi expandida para outras regiões do país, tendo como objetivo de prestar informações à população sobre a dimensão da carga tributária nacional.

Entre as conquistas ao longo dos anos com a campanha, estão as aprovações da lei que obrigam os estabelecimentos a incluírem nos documentos fiscais o percentual e o valor aproximado dos impostos pagos (nº 12.741/2012) e da legislação que estabeleceu a retirada dos tributos federais que incidem sobre os itens da cesta básica (nº12.839/2013).

AÇÕES

Em Florianópolis, além de ações de conscientização, a população poderá comprar copos d’água sem impostos do Terminal de Ônibus do Centro (Ticen). Tijucas também contará com ações explicativas em relação aos impostos e a venda de litros de combustível no Posto Chiquinho.

Haverá palestras em Rio Negrinho, São Bento do Sul e Mafra, durante a semana com o objetivo de conscientizar a população. Em Rio Negrinho haverá ainda distribuição de vouchers para comprar produtos, entre eles gasolina, sem impostos.

REALIZAÇÃO

O Feirão do Imposto é realizado pelo Conselho Estadual de Jovens Empreendedores de Santa Catarina (Cejesc), pelos núcleos de jovens empreendedores das 52 cidades em parceria com as associações empresariais (ACIs). Além disso, o evento também é promovido nacionalmente pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *