ENTREVISTA/DIOCLÉSIO RAGNINI : Prefeito admite reformular o Carnaval de Joaçaba

Claudia Mota e Rodrigo Leitão
jornalismo@raizesdiário.com.br

 Com o fraco desempenho do comércio e uma participação menor de turistas no Carnaval de Joaçaba em 2018, a prefeitura começa planejamento para mudar o desfile e a festa no que vem. Segundo o prefeito Dioclesio Ragnini, todas as escolas de samba – apenas três atualmente, já que não se sabe, ainda, se a Vale Samba irá para a avenida novamente – desfilariam no sábado, concentrando público e torcidas. Um grupo de estudos da prefeitura vai se reunir com a direção da Liga das Escolas de Samba para traçar um novo planejamento para o Carnaval de Joaçaba. Nesta entrevista exclusiva ao RD Comunicação, o prefeito Dioclésio Ragnini diz que prevê uma melhoria no evento e que espera uma folia melhor que a realizada atualmente. Na conversa a seguir, ele também fala de infraestrutura, da inauguração do parque e da luta para manter os jovens talentos em Joaçaba.

RD – Qual a expectativa de gestão para 2018, há um projeto específico a ser priorizado?
DIOCLESIO RAGININI – Nós emos uma expectativa muito boa para este ano. Fizemos algumas economias no ano de 2017 e esses recursos serão investidos no município este ano. Já arrumamos alguns setores importantes do município como estradas no interior, uma grande parte da Saúde também já está organizada, Educação estamos reorganizando todo o setor. Estamos passando por uma readaptação na área da Educação. Com certeza chegaremos ao final do ano, sem sombra de dúvidas, com uma Educação organizada. Além disso existem as obras de infraestrutura e pavimentação que vão ajudar toda a comunidade.

RD – Como está a questão da drenagem das águas da chuva no centro da cidade. O Sr. alertou que o problema era de bitola na tubulação, que no centro era mais fino que nos condomínios novos e que isso causava uma pressão muito grande, acarretando inundações.
DIOCLESIO RAGININI –  Esse é um grande problema. Nós já estamos em alguns locais providenciando a troca da tubulação. Em outros pontos mais críticos estamos já com a programação de obras pra resolver essas tubulações e fazer com que nas próximas chuvas e nas próximas enxurradas Joaçaba não pague por um prejuízo tão grande, com alagamento em residência e no comércio. Já mudamos o sistema na Rua Frei Edgar, vamos trocar toda a tubulação, vindo lá do alto da rua e levando até o Rio do Tigre. Esse é um trabalho permanente, conforme tenhamos recursos para isso, iremos fazendo. Isso vale para todos os problemas cruciais de Joaçaba.

RD – Foi feita uma campanha no final do ano passado e início deste ano para reverter a inadimplência nos impostos. Como está a arrecadação do IPTU agora?
DIOCLESIO RAGININI –   Pra esse ano, a gente espera que haja um pequeno aumento na arrecadação. Em relação ao IPTU a campanha rendeu um resultado. Não chegou ao que esperávamos que fossemos alcançar. Muitas pessoas colocaram as contas em dia e, nos surpreendeu, porque mesmo com a campanha, muita gente não sabia que existia essa programação para facilitar a quitação do imposto. Alguns nem sabiam que tinham esse débito.  Eu espero que este ano, agora a partir do dia 13 de abril, quando começa a arrecadação do IPTU, haja visto que também não houve alteração, apenas um reajuste de 2%, nós consigamos obter mais recursos deste imposto.

RD – Então a população não vai ter surpresas com o IPTU?
DIOCLESIO RAGININI –   Alguns poderão achar que houve aumento, mas o que vai estar mais caro é a Taxa de Limpeza Urbana. Então, quando o cidadão for analisar o carnê, compare apenas o valor do IPTU de 2018 com o de 2017, aí verá que houve um pequeno reajuste por volta de 2%. Mas a Taxa de Limpeza Urbana aumentou. E isso se deve ao fato de que o caminhão de coleta de lixo passava apenas uma vez e agora está passando duas. Por isso teve esse aumento no pagamento deste serviço apenas.

RD – Recentemente o Sr. defendeu a permanência dos jovens talentos daqui na região. Está sendo grande a fuga de valores? Existe algum projeto para segurar os talentos em Joaçaba e região?
DIOCLESIO RAGININI –   Nós batalhamos bastante para manter esses talentos aqui. Isso se dá por meio do Centro de Inovação Tecnológica. A obra estava parada há bastante tempo e já conseguimos fazer a licitação para continuar a construção. Esperamos que essa obra se concretize o mais rápido possível e que realmente esses talentos acabem entendendo que ficar aqui também é promissor. Eles devem se instalar aqui e temos de criar empregos de qualidade. Eu acho que isso vai segurar muitos talentos, com empregos de qualidade.

RD – E o parque, já tem data para inauguração?
DIOCLESIO RAGININI –  Eu acredito que o parque, no máximo em 60 dias, já esteja funcionando e entregue à sociedade. Numa data exagerada, em 90 dias estará pronto. Mas a obra de complementação já está andando. Nós também já expedimos a ordem de serviço para a rua da frente, que vai ser concluída e também já estamos com o projeto de repavimentação de todo o contorno do parque. Assim nós vamos melhorar todo o acesso naquela região.

RD – E ele vai ficar mesmo sob administração municipal ou se pensa numa parceria público-privada para administrar o parque?
DIOCLESIO RAGININI –  Essa é uma questão que vamos ter de ver mais frente. Nós não podemos tomar uma decisão agora. O parque vai ser aberto diariamente e a intenção é levar a Coordenadoria de Esportes pra lá. Pra que eles cuidem diariamente do parque e, à noite, teremos de contratar uma empresa terceirizada para fazer a segurança.

RD – Sobre as faixas de segurança na Avenida XV de Novembro, que por conta do Carnaval estão em alguns trechos com quatro ou duas faixas. Qual o procedimento?
DIOCLÉSIO RAGNINI – A tinta que é colocada lá é de baixa qualidade. Daqui um mês a tinta que foi colocado na avenida para o desfile das escolas vai sumir. Hoje já não aparece muito. Tem uma faixa amarela no meio que está aparecendo mais e acho que atrapalha um pouco o trânsito. Temos a intenção de fazer uma nova pintura. Já estamos fazendo, não só daquela região, mas também em todas as faixas em frente aos colégios. Também vamos melhorar toda a sinalização da XV de Novembro.

RD – A Fecomércio SC anunciou o resultado da pesquisa sobre o Carnaval. Joaçaba caiu 35% no faturamento do comércio com os turistas. O que está sendo pensado para melhorar o Carnaval daqui para frente? Já tem um projeto em andamento para repensar este evento?
DIOCLESIO RAGININI –  Já fizemos algumas pesquisas. Já entramos em contato com algumas empresas. Estamos trabalhando para repensar o Carnaval de Joaçaba para o ano que vem. Penso que o Carnaval deveria ser apenas em uma noite, claro, temos que tomar algumas decisões com as escolas de samba, com a Liga. No sábado, um desfile com todas as escolas de samba. Acho que isso vai ajudar o Carnaval a ser um evento muito maior do que é hoje. Uma escola só no sábado como aconteceu este ano é inviável. Entendo que tem que ser um pouco mais prolongado no sábado. Na minha opinião, o desfile de todas as escolas de samba tem que ser no sábado. O que a gente precisa ver é se a Liesjho fez o projeto da Lei Rouanet para um ou dois dias. Se a gente consegue mudar isso. Se tem alguma coisa ali por força de lei.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *