Produção de veículos cresce 6,2% em fevereiro

A produção de veículos do Brasil subiu 6,2% em fevereiro na comparação com o mesmo período do ano passado. No total, 213,5 mil carros, comerciais leves (picapes e furgões), caminhões e ônibus saíram das fábricas, informou esta semana a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Em fevereiro de 2017 foram feitos 201,1 mil veículos. Na comparação com janeiro, que teve mais dias úteis, houve queda de 2,1%. No bimestre, a produção acumula 431,6 mil unidades, 15% mais do que nos 2 primeiros meses de 2017, quando foram produzidos 375,2 mil veículos.

A Anfavea afirmou ainda que as vendas cresceram 15,7% sobre 1 ano antes, para 156,9 mil unidades. O mesmo percentual já tinha sido informado pela federação dos concessionários, a Fenabrave. Na comparação mensal, houve queda de 13,4% frente a janeiro.

No bimestre, a alta é de 19,5% sobre janeiro e fevereiro de de 2017, somando 338,17 mil unidades. “As vendas do bimestre ainda estão abaixo dos últimos 10 anos, de 443 mil unidades, mas o importante é o mercado continuar mostrando crescimento”, disse o presidente da Anfavea, Antonio Megale. Ele ressaltou as vendas de caminhões cresceram 54,6% em fevereiro, também sobre 1 ano atrás, acumulando alta de 54,7% no no 1º bimestre, com 8.601 unidades.

Exportações – As exportações de veículos e máquinas agrícolas em fevereiro acumularam US$ 1,48 bilhão, alta de 23,7% sobre fevereiro de 2017. Nos 2 primeiros meses do ano, as vendas externas acumulam crescimento de 24,8%, para US$ 2,5 bilhões. Em volume de veículos leves, foram enviadas 66,3 mil unidades para outros países. O número é 1,2% menor do que no mesmo mês do ano passado, quando as fabricantes exportaram 67,1 mil.

Dois meses depois do fim do Programa Inovar Auto, que até o final de 2017 impunha sobretaxas sobre veículos importados, a participação desses modelos no total de licenciamentos subiu para 11,7%. Em fevereiro de 2017, era de 10,9%.

O número de empregados na indústria automobilística subiu 2,5% em fevereiro, na comparação anual, para 130.421 funcionários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *