Prefeito de Joaçaba defende que talentos fiquem na região

Claudia Mota
jornalismo@raizesdiario.com

Foto Claudia Mota

“Não se desenvolve lugar algum se você não tem uma organização e esta organização passa inicialmente pelo contador. Que tenhamos, a cada dia, mais profissionais empenhados em resolver os problemas na nossa nação brasileira que são muitos. Se não tivermos contadores eficientes, éticos, não vamos conseguir mudar a sociedade brasileira”, afirmou Dioclésio Ragnini, prefeito de Joaçaba, nesta quarta-feira, dia 28 de fevereiro, durante apresentação na diretoria do Sindicato dos Contabilistas de Joaçaba e Região (Gestão 2018/2020).

O prefeito entende que “a classe contábil, muitas vezes, não é reconhecida, mas sem ela nada existe, nada segue em frente. Espero que esta classe venha a brigar mais pelos seus direitos, por sua valorização.”

Nos últimos anos, a legislação passou por muitas mudanças no setor público e privado e, segundo o prefeito que também é empresário, “se não tivermos contadores empenhados em resolver os problemas, em colocar a situação do Brasil nos eixos não adianta termos advogados para nos defendermos”. A classe contábil tem que andar no caminho da retidão, disse Ragnini.

Ele parabenizou os profissionais por contribuírem com o desenvolvimento da região. “A classe contábil está envolvida em todos os segmentos da sociedade e os profissionais também participam de uma entidade ou outra. Esta participação contribui para o desenvolvimento da sociedade. Parabéns a todos que tem a coragem de dirigir alguma coisa. Que tem a coragem de deixar um pouco do seu a fazer e contribuir com a sociedade. Isso é o que vai fazer com que a gente consiga alavancar o nosso desenvolvimento.”

Ele acrescentou que “temos que ser mais bairrista, e me refiro não a Joaçaba, mas ao Oeste de Santa Catarina. Temos perdido muita gente de todas as regiões do Oeste de Santa Catarina. Nós já fomos a maior população do Estado. A classe contábil poderia começar a pensar um pouco nisso, para fazer algo que incentive as pessoas a ficarem mais na nossa região”, desafiou.

A população do Oeste não cresce. Ragnini questionou “como brigar por ferrovia se não tem gente aqui? Como brigar por alguma coisa maior como o Aeroporto de Joaçaba se cada vez tempos menos gente na região?”. O prefeito ressaltou que não estava dizendo que o Aeroporto de Joaçaba não vai sair. Ao contrário, ele afirmou que o Aeroporto de Joaçaba vai sair. “Estamos brigando por isso. Inclusive, estamos com um secretário hoje (quarta-feira) em Brasília para uma audiência para tratar deste assunto.”

O prefeito ressaltou que a administrativa municipal trabalha para que o Aeroporto saia do papel, mas pensa que é a classe contábil que pode fazer a diferença. “Vocês trabalham quem muita gente, pessoas que tem influência. Gostaria que a gente começasse a trabalhar mais este povo, fazendo com que se criasse mais coragem para mudar. Não adianta vim só criticar. A gente tem que ir a luta. E o preço é caro. Não adianta esperarmos por Brasília por que não vai mudar nada. Não adianta esperarmos pelas próximas eleições. Falo em nível de Estado e Brasil. 70% dos que estão hoje se reelegem, uns 25% dos que estão na política, mas não eleitos hoje, se elegem e apenas uns 5%, no máximo, serão de pessoas novas. Os números são ruins, mas infelizmente é a realidade. Não espere que a coisa vai ser de lá pra cá. Tem que ser daqui pra cá, de baixo para cima. É uma mensagem ruim que a gente tem que falar, mas temos que estar preparados para começar a mudança por baixo.” Ele reforçou que “talvez a mudança tenha que começar pela classe contábil que deve buscar mais o seu espaço. Temos que brigar mais pela sociedade e a classe contábil tem papel fundamental nesse processo.”

Dioclésio Ragnini finalizou desejando ao presidente do Sindicont Joaçaba e Região, Edison Luiz Scaton, que conduza esta entidade, como deve ser, com a valorização de toda a classe contábil. Ele também afirmou que o Poder Público está à disposição para ajudar no crescimento da classe contábil e sempre que possível estará presente para prestigiar os eventos do Sindicato dos Contabilistas.

SAIBA MAIS

Fundado em 13 de outubro de 1977 para fins de aprimoramento, estudo, coordenação, proteção e representação legal da categoria, o Sindicont de Joaçaba e Região abrange 19 municípios da região da Ammoc e da Amplast, e representa mais de 500 profissionais da contabilidade. A sede fica em Joaçaba. Telefone (49) 3522-0382.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *