Rafael Vaz tenta ser ídolo no Chile

Zagueiro emprestado pelo Flamengo, Rafael Vaz tentará quebrar um tabu histórico no Universidad de Chile. Jamais um jogador brasileiro chegou a ser ídolo no clube mais popular do país sul-americano. O primeiro a se aventurar por lá foi o atacante César Maluco, em 1977. O segundo maior artilheiro da história do Palmeiras, com 180 gols, atuou em apenas duas partidas com a camisa azul, não marcou nenhum gol e não deixou saudades.

Bráulio, meia que se destacou no Internacional na década de 1970, se aventurou no clube chileno em 1980. Por lá, fez apenas um gol em 24 jogos. Entre 1981 e 1982, Liminha até marcou 22 vezes em 72 partidas pela “La U”, mas não chegou a levantar nenhum troféu.

Arílson, meia campeão da Taça Libertadores pelo Grêmio em 1995, foi o último brasileiro a vestir a camisa azul da “La U”. Entre 2001 e 2002, ele marcou nove vezes em 21 oportunidades. Mas, fora de campo, o gaúcho arrumava alguns problemas e chegou a ser preso por dirigir embriagado.

O último zagueiro brasileiro contratado pela Universidad de Chile foi Clemilson, em 2003, jogador que fez a carreira no futebol sul-americano, em especial na Bolívia. Porém, nem chegou a estrear e foi dispensado após o fim da pré-temporada.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *